O cantor Mick Jagger, dos Rolling Stones, em 1979

A música mais incompreendida dos Rolling Stones na opinião de Mick Jagger

Vocalista também falou sobre como costuma abordar personagens do sexo feminino em suas músicas – e as críticas que recebeu por isso

Não foram muitos os momentos em que letras de músicas dos Rolling Stones causaram real polêmica. Recentemente, “Brown Sugar” foi alvo de críticas por conta de seu conteúdo que, além de sexista, possui séria afluência racista.

Ao contrário de alguns colegas de geração, a banda ouviu as vozes discordantes e chegou a tirá-la do setlist na última turnê, algo quase impensável em se tratando de um dos seus grandes clássicos.

Porém, é verdade que a situação é uma exceção histórica – nem a diabólica “Sympathy for the Devil” foi tão perseguida por fundamentalistas. As maiores broncas eram relacionadas ao comportamento e costumes na década de 1960, quando o grupo era visto como um tanto escrachado perto dos comportados Beatles.

Ainda assim, Mick Jagger considera que uma das canções da banda é incompreendida. A eleita foi revelada em entrevista de 1978, à revista Rolling Stone – em artigo resgatado pelo site Far Out Magazine. Trata-se de “Beast of Burden”, do álbum “Some Girls”, lançado naquele ano. A tradução literal seria “besta de carga”, mas obviamente estamos nos referindo ao popular burro de carga, trazendo para o nosso cotidiano expressivo.

“É uma maneira de dizer que não quero que uma mulher fique de joelhos por mim. Muitas vezes sou acusado de ser antigarotas, certo? A letra fala sobre eu não querer um burro de carga, alguém que se humilhe por mim. Mas as pessoas leem o título e fazem um juízo prévio totalmente equivocado.”

O vocalista também falou sobre sua abordagem típica em relação ao sexo feminino nas letras.

“Existem dois tipos diferentes de garotas nas minhas músicas: há o tipo linda sonhadora e o tipo vadia cruel. Há também uma ou duas outras, mas, de modo geral é isso.”

Rolling Stones e “Some Girls”

Misturando influências dos então emergentes punk e disco ao rock and roll tradicional da banda, “Some Girls” se tornou o disco mais vendido da carreira dos Rolling Stones nos Estados Unidos, ultrapassando 6 milhões de cópias vendidas e chegando ao número 1 da Billboard 200.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
31
Share