Grupo cristão pede boicote a “Thor: Amor e Trovão” por “forçar agenda LGBTQ”

One Million Moms é conhecido por promover ações contra filmes considerados “contra a família tradicional”

O grupo fundamentalista cristão One Million Moms está lançando uma campanha pedindo o boicote ao filme “Thor: Amor e Trovão”. A alegação é de que a produção estaria “forçando uma agenda LGBTQ” através de seu conteúdo.

Uma petição online foi lançada nos últimos dias. O texto diz:

“One Million Moms precisa de sua ajuda para garantir que o maior número possível de pessoas esteja ciente de que a Marvel Studios está promovendo a agenda LGBTQ às famílias em seu mais novo filme de super-heróis. Avaliado como PG-13, ‘Thor: Amor e Trovão’ inclui muitas insinuações LGBTQ e uma abundância de eufemismos, mas algumas cenas não são minimizadas.”

Em seguida, passagens da obra que a organização considera uma afronta à moral e bons costumes são listados.

“O personagem alienígena chamado Korg menciona ter dois pais e faz sexo com outro membro de sua espécie.

A deusa bissexual, Rei Valquíria, beija a mão de outra mulher para mostrar interesse.

Uma criança asgardiana insiste em usar um nome neutro em termos de gênero.

E a tensão romântica gay entre Thor e Star-Lord é aparente, mas interpretada como uma piada.”

Anteriormente, a OMM já havia promovido boicotes a “Toy Story 4” e o live-action “A Bela e a Fera” por ter personagens LGBTQ+. “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” e a animação “Lightyear”, respectivamente da Marvel e Disney, foram proibidos na Arábia Saudita por apresentarem histórias queer.

Tessa Thompson, que interpreta Valquíria na franquia, disse anteriormente ao Yahoo! Entertainment que a representatividade da bissexualidade da personagem foi um “grande tópico de conversa” com o roteirista/diretor Taika Waititi.

“Eu me sinto muito satisfeita em relação a onde chegamos. Espero que ela seja uma personagem com a qual os fãs continuem se conectando, que tenhamos muito tempo para explorá-la, em toda a sua humanidade. Vejo que, com razão, há esse desejo real do público de ver os personagens serem claramente queer ou LGBTQIA + dentro desses espaços. E eu acho que é extremamente importante ter representatividade. E também como humanos, acho que não somos definidos por nossa sexualidade e por quem amamos.”

Sobre o filme

“Thor: Amor e Trovão” é o quarto filme solo do herói no Universo Cinematográfico Marvel (UCM). A estreia no Brasil aconteceu em 7 de julho.

Diz a sinopse:

“O filme encontra Thor (Chris Hemsworth) em uma jornada diferente de tudo que já enfrentou – uma busca pela paz interior. Porém, sua aposentadoria é interrompida por um assassino galáctico conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses (Christian Bale), que busca a extinção dos deuses.

Para combater a ameaça, Thor pede a ajuda do Rei Valquíria (Tessa Thompson), Korg (Taika Waititi) e da ex-namorada Jane Foster (Natalie Portman), que, para sua surpresa, inexplicavelmente empunha o martelo mágico Mjolnir, revelando-se a Poderosa Thor. Juntos, eles embarcam em uma angustiante aventura cósmica para descobrir o mistério da vingança do antagonista e detê-lo antes que seja tarde demais.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
74
Share