Por que Ian Anderson não gosta de vir para a América do Sul

Entre carreira solo e o Jethro Tull, músico está em sua décima turnê pelo Brasil atualmente

Considerando o Jethro Tull e suas excursões como artista solo, Ian Anderson está atualmente na décima turnê pelo Brasil. A relação com o público local teve início em 1988 e é fervorosa, com agenda garantida em qualquer uma das vindas.

­

- Advertisement -

No entanto, o próprio admite não gosta de vir até aqui. O motivo é um incômodo pessoal que envolve aviões – que acaba sendo agravado pela grande distância entre as nossas capitais.

Em entrevista ao site IgorMiranda.com.br, ele explicou:

“Algo que me deixa muito feliz quando estou no Brasil é sair do avião. Não sou feliz viajando de avião. E claro que no Brasil é preciso sempre estar voando, pois é um país muito grande. As cidades são muito distantes entre si e fica caro ir de carro. Então, pegamos um longo voo, pousamos em uma cidade, tocamos à noite no dia seguinte e depois já precisamos pegar outro voo. Só há um dia de intervalo, que nem é de descanso, pois temos que viajar quando não tem show. Enfim, eu realmente não gosto de viajar de avião, especialmente no Brasil. Seja indo para ou saindo do Brasil. No trajeto entre São Paulo e Londres, você enfrenta algumas das piores turbulências do planeta Terra! Em qualquer época do ano. Sempre é ruim!”

Mas os brasileiros não precisam se sentir pessoalmente atingidos. Ian reconhece que o incômodo se estende a todos os países do hemisfério sul, onde, segundo ele, estão as piores turbulências do mundo.

Leia também:  Quando o Iron Maiden promoveu partidas de futebol para divulgar álbum

“Eu realmente não gosto de voar para o hemisfério sul, ter que cruzar a Linha do Equador. O mesmo vale para Austrália e Nova Zelândia. É difícil encarar essas viagens. Um grande incômodo para mim. Então, quando saio do avião e você me encontra andando no aeroporto, sou aquele cara com um grande sorriso no rosto. Porque ainda estou vivo!”

Mensagem aos fãs de Jethro Tull

De qualquer modo, Anderson fez questão de finalizar com uma mensagem espirituosa.

“Estamos voltando depois de um longo tempo. Alguns de vocês devem estar mais velhos, mas ainda não tão velhos quanto eu. Espero que todos estejam bem, ansiosos pelo show e quando terminar, todos saiam com um sorriso no rosto tão grande quanto o meu quando saio do avião.”

Para ler a entrevista completa com Ian Anderson, clique aqui.

*Após a estreia da turnê em Belo Horizonte na última terça (9), o Jethro Tull ainda faz shows em Porto Alegre (quarta, 10/4), Curitiba (sexta, 12/4) e São Paulo (sábado, 13/4). Clique no nome de cada cidade para ingressos.

Sobre Ian Anderson

Nascido em Dunfermline, Escócia, Ian Scott Anderson começou a se interessar por música graças aos discos de jazz e big bands do pai, além da primeira geração do rock and roll.

Leia também:  Edu Falaschi inicia turnê “Rebirth Live in SP Revisited”; veja vídeos e setlist

Destacou-se como vocalista e multi-instrumentista no Jethro Tull. A banda vendeu mais de 60 milhões de discos em todo o mundo, fundindo influências prog, folk e de hard rock em sua sonoridade. Também deu início a uma carreira solo nos anos 1980. Recentemente, os dois grupos se tornaram um só, levando o nome do conjunto.

Produziu e participou de discos do Steelye Span, Renaissance, Blackmore’s Night, Honeymoon Suite, The Darkness, Uriah Heep, James Taylor e Billy Sherwood, entre outros.

Nos últimos anos foi nomeado membro da Ordem do Império Britânico e Doutor Honorário em Letras pela Universidade de Abertay, em reconhecimento às contribuições à cultura local.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Ian Anderson não gosta de vir para a América do...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades