Paul McCartney admite que Yoko Ono no estúdio com os Beatles “incomodava”

De acordo com baixista, integrantes permitiram presença da artista japonesa por ser a vontade de John Lennon

Yoko Ono sempre foi uma figura polêmica na história dos Beatles. Para muitos, a viúva de John Lennon representou o estopim para o fim da banda.

Apesar dos outros integrantes dizerem ao longo dos anos que ela não teve nada a ver com o rompimento, sua presença inicial no estúdio foi incômoda. Ao menos é o que diz Paul McCartney.

- Advertisement -

No episódio mais recente de seu podcast, “McCartney: A Life in Lyrics” (transcrição via Ultimate Classic Rock), o Beatle refletiu ao poeta Paul Muldoon sobre Yoko estar sempre junto de John durante as gravações de “Let It Be” (1970):

“Acho que nenhum de nós particularmente gostava da situação. Yoko estar literalmente no meio da sessão de gravação era algo com o qual a gente precisava lidar. A ideia era que se John queria desse jeito, então devia ser desse jeito. E não tinha razão pra não ser.”

Entretanto, o baixista da banda mais conhecida da história reconheceu que existia fricção:

“Qualquer coisa que nos incomoda é incômodo. Era uma interferência no ambiente de trabalho… mas nós não confrontamos, só engolimos em seco e continuamos.”

Leia também:  O álbum ao vivo que custou menos de US$ 10 para o Mr. Big, segundo Billy Sheehan

“Let It Be” e “The Beatles: Get Back”

As sessões de “Let It Be” foram filmadas pelo cineasta Michael Lindsay-Hogg, e resultaram no filme de mesmo nome, lançado em 1970. Meio século depois, o diretor Peter Jackson remasterizou o material bruto e remontou na forma de “The Beatles: Get Back”, documentário em três partes lançado no Disney+ no final de 2021.

Paul McCartney e Yoko Ono

Em 2013, conversando com a Rolling Stone, Paul McCartney reconheceu que fez julgamentos equivocados em relação a Yoko Ono. Também admitiu que George Harrison colaborou para que a paz fosse estabelecida.

“George me encorajou a perdoar e esquecer. Não tinha motivo para alimentar mágoas. Ele dizia: ‘não fique guardando essas coisas para o resto da vida’. O tempo cura tudo. Além do mais, se John a amava, havia um motivo. Ele não era um idiota.”

Após a morte de Lennon, Yoko e os Beatles chegaram a ter desacordos por conta dos créditos na compilação “Anthology”. A situação perdurou por alguns anos, sendo resolvida posteriormente.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPaul McCartney admite que Yoko Ono no estúdio com os Beatles “incomodava”
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades