Reunião do White Lion não é desejada por Mike Tramp e Vito Bratta

Vocalista segue tocando carreira solo e projetos paralelos, enquanto guitarrista se afastou do meio musical

Recentemente, o vocalista Mike Tramp anunciou o lançamento do álbum “Songs of White Lion”. Agendado para 14 de abril, via Frontiers Records, o trabalho traz novas versões para músicas do período de maior sucesso da carreira do cantor, quando ele integrou o White Lion.

Com isso, a inevitável pergunta sobre um possível retorno da banda veio à tona. Como em entrevista ao The Chuck Shute Podcast – transcrita pelo Blabbermouth. Porém, o frontman é irredutível ao negar a possibilidade. E destaca ter um bom motivo para tal postura. A justificativa envolve o outro líder do grupo, o guitarrista Vito Bratta, há anos afastado da indústria.

“Falo frequentemente com Vito, nos damos muito bem. Não acho que nenhum de nós queira uma reunião. Também não acredito que seria algo honesto, com todo mundo chegando para o ensaio de braços abertos, dizendo o quanto é bom estar de volta. Então, a menos que o grande hotel em Dubai nos ofereça um milhão de dólares, como ofereceram a um dos caras do Kiss, e então ele diz: ‘Bem, se eu trouxer os outros três por US$ 4 milhões, você paga?’ Aí é possível.”

- Advertisement -

Porém, ele complementa:

Leia também:  Uma das mulheres que acusa Marilyn Manson de estupro se manifesta após 18 meses

“Isso não quer dizer que talvez não surja a oportunidade em que Vito e eu façamos algo. Mas acho que nós dois gostaríamos de criar algo novo, com o conhecimento que temos hoje.”

Sobre o White Lion

O White Lion despontou na onda do hard rock oitentista e emplacou alguns sucessos, especialmente com o álbum “Pride”. Lançado em 1987, o segundo disco do grupo vendeu mais de 2 milhões de cópias, impulsionado pelo sucesso da balada “When the Children Cry”.

O conjunto se dissolveu em 1992, com Mike Tramp desenvolvendo carreira solo e participando de outros projetos. Ele chegou a usar novamente o nome da banda por um breve período, mas mudou de ideia em respeito a Vito Bratta. O baixista James LoMenzo hoje toca no Megadeth e o baterista Greg D’Angelo administra um estúdio em Los Angeles.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasReunião do White Lion não é desejada por Mike Tramp e Vito...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades