A música de rock que traz uma “gravação perfeita” segundo David Gilmour

Guitarrista e vocalista do Pink Floyd fez menção ao registro mais conhecido da canção, feito por Elvis Presley

Apesar de ter se consagrado com uma banda caracterizada por canções mais elaboradas e “pensadas”, David Gilmour é grande fã dos primórdios do rock and roll. Tanto que considera uma música desta fase como aquela que possui a gravação perfeita.

­

- Advertisement -

A composição em questão é uma das poucas em que Elvis Presley ganhou créditos. O astro jamais escreveu uma canção, embora tenha gravado um número quase inestimável. Ainda assim, em reconhecimento ao sucesso alcançado – e por ter aceitado ser o primeiro a gravá-la –, foi homenageado com uma menção.

Disse o terceiro líder do Pink Floyd à BBC, em resgate do Far Out Magazine:

“‘Heartbreak Hotel’ é uma gravação perfeita. É tão despojada, há tão pouco acontecendo, mas cada nuance, tudo nela é absolutamente adorável. Apenas aquele lugar e o piano, simplesmente mágico.”

Em 2015, David Gilmour concedeu entrevista à Classic Rock e citou artistas e músicas que moldaram seu caráter. Elvis estava lá.

“Houve vários momentos do tipo durante a vida. ‘Rock Around The Clock’, de Bill Haley, foi crucial para mim. Meses mais tarde veio ‘Jailhouse Rock’ de Elvis, também fundamental. Os Beatles foram importantíssimos. Jimi Hendrix também. E teve Pete Seeger quando eu era mais jovem. Aprendi violão com ele. Enfim, são muitos para nomear.”

Leia também:  Slash diz que dedicará 2025 inteiro ao Guns N’ Roses

Sobre “Heartbreak Hotel”

Escrita por Mae Boren Axton e Tommy Durden, “Heartbreak Hotel” foi gravada por Elvis em 10 de janeiro de 1956, nos estúdios da RCA Victor em Nashville, Estados Unidos. O lançamento do compacto aconteceu apenas 17 dias mais tarde, contando com “I Was the One” no lado B.

O registro chegou ao topo da parada nos Estados Unidos, além de ter ficado em segundo lugar no Reino Unido. Foi o primeiro single do rei do rock a ultrapassar um milhão de cópias vendidas. Posteriormente, ganhou um número de regravações que ultrapassa a marca da centena, além de ter sido tocada ao vivo por artistas como Beatles, Jimi Hendrix e Van Halen.

David Gilmour e Elvis Presley

Em 2004, David Gilmour participou da gravação do especial “Tribute to the King”, no Abbey Road Studios, em Londres. O objetivo era homenagear Elvis Presley e o guitarrista Scotty Moore, principal companheiro artístico do cantor.

A proposta era convidar músicos ingleses que foram inspirados e educados pela música que a dupla gravou. Em sua parte do programa, David cantou “Don’t”. O projeto foi lançado em DVD.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA música de rock que traz uma “gravação perfeita” segundo David Gilmour
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades