O álbum do Mercyful Fate do qual Hank Shermann menos gosta

Quarto álbum de estúdio da banda, trabalho reprovado contou com experimentos na sonoridade

Quarto álbum de estúdio do Mercyful Fate, “Time” (1994) é uma espécie de ponto fora da curva. A sonoridade conta com momentos experimentais e outros mais acessíveis em comparação aos discos que a banda havia lançado até então.

Não à toa, o guitarrista Hank Shermann não sente qualquer remorso em mencioná-lo como o trabalho que menos gosta na discografia. A revelação foi feita em entrevista ao site IgorMiranda.com.br.

- Advertisement -

Disse o músico:

“Acho que todos experimentaram demais. King fez alguns experimentos. Tentamos ir para outros lugares. Também criei algumas músicas, talvez uma ou duas, que eram um pouco diferentes do que costumava fazer.”

Ainda assim, o artista consegue fazer uma menção positiva. A faixa em questão foi inspirada em Abdul Alhazred, personagem criado pelo escritor H.P. Lovecraft.

“Mas também tivemos ‘The Mad Arab’, né? Ela é a prova de que há algumas boas músicas no disco, com certeza. Mas é meu álbum menos querido do Mercyful Fate.”

Mercyful Fate e “Time”

Leia também:  Como surgem as máscaras novas do Slipknot a cada álbum

“Time” foi o único trabalho de inéditas do Mercyful Fate a contar com o baterista Snowy Shaw. Ele saiu antes mesmo da turnê de divulgação, sendo substituído por Bjarne T. Holm. Também marcou a estreia em estúdio do baixista Sharlee D’Angelo, atual membro do Arch Enemy e da The Night Flight Orchestra.

O trabalho não obteve grande repercussão nas paradas. As faixas “Witches Dance” e “Nightmare Be Thy Name” ganharam videoclipes.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO álbum do Mercyful Fate do qual Hank Shermann menos gosta
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades