Por que Gene Simmons nunca deixou de ajudar o pai, que o abandonou

Nascido em Israel, músico do Kiss perdeu contato com Feri Witz quando ainda era uma criança

Gene Simmons nasceu em Israel, com o nome Chaim Witz. A mãe, Flóra Klein, era uma sobrevivente do holocausto que teve a família dizimada nos campos de concentração. Ela se separou de Feri Witz, pai do futuro músico e megaempresário do Kiss, quando este ainda era uma criança.

Após ir para os Estados Unidos, Gene não teve mais contato pessoal com seu genitor, só conhecendo os irmãos anos mais tarde. Mesmo assim, o músico do Kiss nunca deixou de ajudar a família distante, como explicou em aparição no Adam Carolla Show.

Conforme transcrito pelo Rock Celebrities, ele declarou:

“Depois que ele nos deixou, nunca mais nos falamos, embora continuasse recebendo cartas. Senti que lhe devia um retorno ético. Eu o apoiei até o dia em que ele morreu. Comprei um lugar para ele morar, gastando dinheiro e tudo mais, além dos outros filhos de outros casamentos.”

Em seguida, definiu a situação como uma “troca justa”.

“Ele me deu vida para que eu pudesse alcançar o que tenho. Então, por que não tornar a vida dele melhor? Isso não significa que eu queria ter um relacionamento social. Provavelmente tinha um monte de acusações reprimidas e tudo mais. Claro, era um momento diferente logo após a Segunda Guerra Mundial. É difícil para qualquer um decidir o que é a vida ou o que é a felicidade.”

Gene Simmons, ainda bebê, com a mãe e o pai

Gene Simmons, Feri Witz e Israel

Na sexta temporada do reality show “Gene Simmons Family Jewels”, o músico retorna a Israel e se aproxima dos irmãos. Na ocasião, ele estava acompanhado da esposa Shannon e do filho Nick.

Feri Witz teve mais um filho e três filhas. Ele trabalhou como carpinteiro ao longo de sua vida.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share