Foto: divulgação

Cinebiografia do Kiss abordará os 4 primeiros anos da banda, diz Doc McGhee

Roteiro deve abordar desde a formação do grupo até período inicial da fama, com o disco ao vivo “Alive!” (1975)

Aproveitando a recente fama das cinebiografias nos últimos anos, o Kiss está dando início à produção de seu próprio filme, que vai levar o título de “Shout it Out Loud”. Doc McGhee, empresário de longa data da banda, revelou alguns detalhes a respeito do processo de produção, ainda em seus primeiros estágios, e sobre o roteiro que já está pronto.

O assunto foi abordado por McGhee em entrevista ao Talking Metal, com transcrição do Blabbermouth. Na ocasião, o manager destacou que “Shout it Out Loud” abordará os quatro primeiros anos do Kiss, com a história sendo concluída na época em que eles ficam famosos, após o álbum ao vivo “Alive!” (1975) estourar.

“O roteiro é sobre os primeiros quatro anos do Kiss. Basicamente, é antes de eles serem famosos – vai até (o show feito em 1975, em) Cadillac High, algo assim.

Acho que é um olhar muito interessante sobre a formação do Kiss, a mentalidade de como aquilo se formou, a pressão social que todos tinham nos anos 60 e 70, que trouxe algo como o Kiss para os holofotes, que aquilo poderia acontecer de verdade. Então é um filme muito interessante e acho que é muito bem escrito.”

O elenco de “Shout It Out Loud”

Ainda durante o bate-papo, Doc McGhee revelou esperar que a seleção de elenco comece no final de 2021. A ideia é trabalhar na escolha dos atores após a banda acertar os últimos detalhes de distribuição com a Netflix, já que “Shout it Out Loud” também deve sair nos cinemas.

Joachim Rønning (“Malévola: Dona do Mal”, “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar”, “A Aventura de Kon-Tiki”) é o diretor do longa-metragem. O roteiro é assinado por Ole Sanders.

Em junho, durante entrevista ao canal do Download Festival, Paul Stanley já havia comentado sobre o assunto e revelou evitar nomes famosos para o elenco.

“Para que o elenco seja preciso em termos de idade, estamos buscando por atores com 20 e poucos anos. Honestamente, não conheço muitos. Quando as pessoas são perguntadas a respeito de quem gostaria que a interpretasse nos cinemas, dizem tipo ‘oh, Brad Pitt’ ou algum outro. Esses caras já têm 50 ou 60 anos, então, estamos falando de outra geração.”

Ao que tudo indica, “Shout it Out Loud” deve contar com muito envolvimento do Kiss na produção. A ideia também parece seguir os passos de outras cinebiografias recentes, como “Bohemian Rhapsody” (2018), do Queen; “Rocketman” (2019), de Elton John; e “The Dirt” (2019), do Mötley Crüe – esta última também lançada pela Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
19
Share