Foto: divulgação

Paul Stanley revela primeiros detalhes sobre “Shout it Out Loud”, filme sobre o Kiss

Músico fez elogios ao diretor Joachim Rønning e pontuou que elenco deverá ter nomes bem jovens, sem atores consagrados como Brad Pitt

O Kiss será uma das próximas bandas a embarcar no mundo das cinebiografias. O grupo anunciou, recentemente, que lançará um filme sobre sua carreira, chamado “Shout it Out Loud” – o mesmo título de um de seus hits da década de 1970.

O vocalista e guitarrista Paul Stanley falou sobre o andamento do projeto em entrevista ao canal do Download Festival, transcrita pelo Blabbermouth. O músico se mostrou bem animado com o futuro – especialmente com a seleção do elenco, que ainda não tem nenhum nome acertado, mas conta com critérios bem definidos.

Já se sabe que Ole Sanders está escrevendo o roteiro, enquanto a direção ficará a cargo de Joachim Rønning, que já dirigiu filmes como “A Aventura de Kon-Tiki” (2012), “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar” (2017) e “Malévola: Dona do Mal” (2019). A Netflix será a responsável pelo lançamento.

Paul Stanley comentou:

“Definitivamente, o filme vai acontecer. E vai ser muito interessante. O roteiro está realmente bom e realmente esperamos até estarmos confortáveis. Olha, quando você tem a chance de fazer isso (o filme), eu preferiria não fazer do que fazer mal feito, ou pela metade. Nosso diretor é realmente bom. Ele fez ‘Malévola 2’, não é um cara qualquer, ele realmente sabe fazer filmes. Deve ficar ótimo. A seleção de elenco ainda não começou, mas isso será interessante também.”

Escolha de elenco para Shout it Out Loud

A escolha dos atores parece ser a parte que mais empolga o frontman. Questionado sobre quem ele gostaria de ver interpretando a si mesmo, Stanley disse que não conhece muitos dos atores mais jovens, na casa dos 20 anos, que é a idade que o filme busca retratar, mas afirmou que quer acompanhar o processo de seleção de perto.

“”Para que o elenco seja preciso em termos de idade, estamos buscando por atores com 20 e poucos anos. Honestamente, não conheço muitos. Quando as pessoas são perguntadas a respeito de quem gostaria que a interpretasse nos cinemas, dizem tipo ‘oh, Brad Pitt’ ou algum outro. Esses caras já têm 50 ou 60 anos, então, estamos falando de outra geração.”

Mas quando o processo de seleção começar, certamente vou estar lá acompanhando. Vai ser interessante ver como outras pessoas – seja o pessoal de elenco ou o diretor – enxergam quem eu sou e quem eles veem no papel. Eu acho que vou aprender muito sobre a percepção deles de mim através de quem eles escolherem.”

Ao que tudo indica, “Shout it Out Loud” deve contar com muito envolvimento do Kiss na produção. A ideia também parece seguir os passos de outras cinebiografias recentes, como “Bohemian Rhapsody” (2018), do Queen; “Rocketman” (2019), de Elton John; e “The Dirt” (2019), do Mötley Crüe – esta última também lançada pela Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share