Roger Waters dá recado em show a quem reclama de suas mensagens políticas

Músico escancarou novamente seus posicionamentos em um show carregado no teor político – não sem antes deixar uma mensagem ao público

Iniciada na última quarta-feira (6) em Pittsburgh, a turnê “This is Not a Drill” mostra que Roger Waters segue convicto de suas posições – o que não deve espantar quem acompanhou sua quase bélica turnê brasileira de 2018, em meio ao segundo turno das eleições. Chegou ao ponto de o músico transmitir uma clara mensagem no telão antes do início do novo show.

O recado foi dividido em duas partes. Inicialmente foi proferido com um pedido para que celulares fossem desligados. A seguir veio a frase (via Brooklyn Vegan):

“Se você é uma daquelas pessoas, que diz: ‘eu amo Pink Floyd, mas não suporto as mensagens políticas’, seria bom cair fora agora e ir para o bar.”

Vale citar que o “cai fora” contava com um “fuck off” ressaltado com uma parada estratégica no pronunciamento. Não há tradução que dê significado no português sem desvirtuar a fala, então a expressão funciona como uma bengala provocativa.

Surpresas na abertura da turnê

A apresentação contou com algumas surpresas no repertório. Uma delas esteve logo na abertura do set: “Comfortably Numb”, que geralmente fica mais ao fim dos shows, foi tocada em uma versão mais calma e climática onde o solo de guitarra é substituído por uma performance vocal ao estilo de “The Great Gig in the Sky”.

Houve ainda a inclusão de quatro músicas da carreira solo de Waters: “The Bravery of Being Out of Range” (do álbum “Amused to Death” / 1992), “The Powers That Be” (de “Radio K.A.O.S.”, 1987), “Déjà Vu”, “Is This the Life We Really Want?” (as duas últimas do disco “Is This the Life We Really Want?” – 2017) e “The Bar”, esta última inédita.

Outro momento inesperado esteve a cargo de “Two Suns in the Sunset”, faixa do álbum “The Final Cut” (1983), o último com Roger Waters na formação. A canção nunca foi executada ao vivo pelo Pink Floyd e foi lembrada em apenas sete ocasiões por Waters em carreira solo – duas delas no Brasil, em 2018, mais especificamente nas cidades de Belo Horizonte e Salvador.

Eis o repertório completo:

Set 1

  1. Comfortably Numb (música do Pink Floyd)
  2. The Happiest Days of Our Lives (música do Pink Floyd)
  3. Another Brick in the Wall, Part 2 (música do Pink Floyd)
  4. Another Brick in the Wall, Part 3 (música do Pink Floyd)
  5. The Powers That Be
  6. The Bravery of Being Out of Range
  7. The Bar
  8. Have a Cigar (música do Pink Floyd)
  9. Wish You Were Here (música do Pink Floyd)
  10. Shine On You Crazy Diamond (Parts VI-IX) (música do Pink Floyd)
  11. Sheep (música do Pink Floyd)

Set 2

  1. In the Flesh (música do Pink Floyd)
  2. Run Like Hell (música do Pink Floyd)
  3. Déjà Vu
  4. Is This the Life We Really Want?
  5. Money (música do Pink Floyd)
  6. Us and Them (música do Pink Floyd)
  7. Any Colour You Like (música do Pink Floyd)
  8. Brain Damage (música do Pink Floyd)
  9. Eclipse (música do Pink Floyd)
  10. Two Suns in the Sunset (música do Pink Floyd)
  11. The Bar (Reprise)
  12. Outside the Wall (música do Pink Floyd)

Roger Waters no Brasil?

Informações extraoficiais apuradas pelo jornal chileno La Tercera indicam que Roger Waters deve trazer a turnê “This is Not a Drill” à América do Sul nos próximos tempos. Na ocasião, foi dito que as negociações estavam em estágios iniciais. Ainda não há nenhuma confirmação oficial.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
11
Share