Rolling Stones, Queen, David Gilmour e Roger Waters devem vir à América do Sul em 2022, segundo jornal

Informação foi divulgada pelo jornal La Tercera, do Chile; turnês pelo país vizinho costumam percorrer também território brasileiro

O jornal chileno La Tercera publicou matéria dando conta de um impasse nas obras do Estádio Nacional de Santiago por conta de eventos que podem ocorrer ano que vem. Nomes como Rolling Stones, Queen + Adam Lambert, Roger Waters e David Gilmour estão na lista de artistas com prováveis shows no local – e que podem passar por outros países da América do Sul.

O estádio deve passar por obras devido aos Jogos Pan-Americanos de 2023, que ocorrerão na capital do país. Porém, empresários do ramo de entretenimento já declararam que gostariam de usar as instalações para megashows que outros espaços não seriam capazes de abrigar por lá.

Entre eles, estão nomes de passagem previamente confirmada ou especulada pela América do Sul, como Iron Maiden, Metallica, Guns N’ Roses, Pearl Jam, Coldplay, Bad Bunny e Taylor Swift, entre outros.

Porém, o impresso também dá conta da possibilidade de outros artistas, como Luis Miguel e os já mencionados Rolling Stones, Queen + Adam Lambert, Roger Waters e David Gilmour – separados, é claro, já que a dupla do Pink Floyd só se reuniria em manifestos políticos, onde militam do mesmo lado.

Ainda de acordo com o apurado pelo veículo, as negociações estariam em estágios iniciais e dependem muito do que acontecerá com o Rock in Rio, que acaba sendo o balizador das turnês pelo continente no período em que é realizado. O evento brasileiro, inclusive, receberá Iron Maiden e Guns N’ Roses, citados pelo jornal, no segundo semestre de 2022.

Porém, em se tratando do Chile, tudo dependeria da disponibilidade do estádio para receber os concertos. Francisco Goñi, diretor da produtora Fanlab e vice-presidente da Asociación Gremial de Empresas Productoras de Entretenimiento y Cultura (Agepec), declarou em entrevista ao La Tercera:

“Se o Estádio Nacional não estiver disponível, o Coldplay não virá ao Chile, o Guns N’ Roses não virá, Justin Bieber não virá, nem Iron Maiden, nem Metallica, nem Rolling Stones.”

Ainda que a reportagem se refira ao cenário de eventos do Chile, tais informações podem ser úteis para fãs do Brasil e outros países da América do Sul, visto que a passagem por território chileno pode se desdobrar em apresentações em mais regiões do continente.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
375
Share