A opinião de Tony Levin sobre Richie Sambora, que o chamou para álbum solo

Baixista do King Crimson e de Peter gabriel toca no disco “Stranger in this Town”, lançado pelo guitarrista do Bon Jovi em 1991

No início dos anos 1990, o Bon Jovi resolveu dar um tempo na carreira para que os músicos se dedicassem a outros projetos. Após o estouro mundial dos álbuns “Slippery When Wet” (1986) e “New Jersey” (1986), a relação entre os membros da banda estava desgastada pelo excesso de tempo em convivência com duas turnês mundiais que praticamente ocorreram sem tempo para descanso.

O guitarrista Richie Sambora resolveu preparar um disco voltado para o blues rock. “Stranger in this Town” (1991) contou com participações de dois colegas de grupo, o tecladista David Bryan e o baterista Tico Torres. Também foram convidados figuras do porte de Eric Clapton, Randy Jackson e Tony Levin.

O último citado falou ao Rock Talk With Mitch Lafon (com transcrição do Ultimate Guitar) sobre a experiência.

“Sou amigo dele e dos outros caras do Bon Jovi. Richie me queria no álbum. Não sei o motivo, pois não sou de perguntar essas coisas. Somos todos músicos de rock. Se eu faço coisas mais progressivas do que eles, isso não é um problema. Eu fiz coisas menos progressivas também.”

Ainda de acordo com o músico, todo o trabalho encaixou bem em termos artísticos.

“Funcionou muito bem musicalmente. A parte mais divertida foi gravar as demos em um porão. Só depois fomos para Los Angeles e começamos tecnicamente a fazer o álbum. Richie é um cantor e guitarrista fantástico.”

Sobre Tony Levin

Nascido em Boston, Anthony Frederic Levin começou a tocar ainda na infância, tendo treinamento clássico a partir dos 10 anos de idade. Seu principal instrumento é o baixo, também tocando sintetizador e cantando. É mais conhecido por seus trabalhos com Peter Gabriel (desde 1977) e King Crimson (desde 1981).

Paralelamente, integra projetos como o Liquid Tension Experiment, Bruford Levin Upper Extremities e HoBoLeMa. Desde 2007 possui o projeto Stick Men, onde demonstra toda sua musicalidade no Chapman Stick, instrumento que possui modelos que vão de 8 a 12 cordas, mesclando o baixo e a guitarra.

Além de Richie Sambora, já teve seu nome em mais de 500 registros como músico de estúdio. Seu currículo inclui trabalhos com John Lennon, David Bowie, Pink Floyd, Alice Cooper, Yes e Peter Frampton, entre centenas de outros.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
3
Share