Slipknot lança a música “The Chapeltown Rag”, que une manipulação midiática a serial killer

Faixa reflete sobre momento atual da comunicação e tecnologia enquanto se faz valer de Peter Sutcliffe, o Estripador de Yorkshire, como personagem

O Slipknot lançou nesta sexta-feira (5) uma música inédita nas plataformas digitais. Intitulada “The Chapeltown Rag”, a faixa tem produção assinada por Joe Baressi, que já trabalhou com Avenged Sevenfold e Queens of the Stone Age, entre outros.

Em declaração ao site do festival Knotfest, o vocalista Corey Taylor explicou a ideia por trás da letra da nova canção do Slipknot. Segundo ele, “The Chapeltown Rag” traz reflexões sobre como a mídia manipula informações – e como isso circula intensamente nas redes sociais.

A inspiração para a faixa veio de uma série documental sobre o serial killer Peter Sutcliffe, o Estripador de Yorkshire, que assassinou várias mulheres na região de Chapeltown, no Reino Unido, na década de 1970. Intitulado “The Ripper” (“O Estripador”), o seriado está disponível na Netflix.

“É Slipknot clássico. Liricamente, fala sobre as várias manipulações que podem acontecer quando as redes sociais se encontram com a própria mídia. E as diferentes maneiras que essas manipulações podem tentar nos puxar para direções diferentes, pois estamos todos nos tornando viciados nisso – o que é muito perigoso.”

Sobre a música em si, ele declarou:

“Eu nem tinha certeza se o refrão seria mesmo o refrão, mas adoro como a progressão de acordes deu a ela uma vibração estranha, cromática e típica de escala menor, que eu nunca tinha feito antes. Usei isso em ‘Vermilion’ anos atrás, mas nunca tinha realmente dado mais agressividade. A harmonia era tão estranha, levemente dissonante, mas ao mesmo tempo bem melódica.”

Ouça “The Chapeltown Rag” a seguir.

Slipknot – “The Chapeltown Rag”

Transmissão de show e novo álbum

Também nesta sexta-feira (5), o Slipknot realiza em Los Angeles uma edição de seu festival itinerante Knotfest Roadshow, que também conta com Killswitch Engage, Fever 333 e Code Orange e percorre os Estados Unidos há algumas semanas. A apresentação será transmitida ao vivo em streaming pago. O grupo promete a maior produção de palco de toda a carreira para o evento.

Quanto ao novo álbum da banda, que deve conter “The Chapeltown Rag”, o público, obviamente, terá que esperar mais um pouco. Em entrevista ao podcast de Eddie Trunk, no último mês de outubro, Corey Taylor disse que o trabalho estava 80% feito. Na época, ele havia prometido um novo single para novembro – algo que acabou de ser cumprido pela banda.

“Temos cerca de 80% do álbum pronto. Ainda falta colocar os vocais em algumas faixas, mas não se surpreendam se uma nova música sair já no mês que vem (novembro).”

Em outra ocasião, no início deste ano, Taylor disse à rádio 95.5 KLOS que o álbum ser conceitual.

“Há uma chance de que seja conceitual, se realmente pudermos fazer certo. A música é brilhante, ela expande o que fizemos em ‘We Are Not Your Kind’ e meio que se abre daí.”

O sucessor de “We Are Not Your Kind” (2019) ainda não tem data para sair.

Vale lembrar que o grupo vem ao Brasil em dezembro de 2022 para se apresentar em seu próprio festival, o Knotfest Brasil. Bring Me The Horizon, Mr. Bungle, Trivium, Sepultura, Motionless In White, Vended e Project46 também estão confirmados no line-up do evento.

O single está em minha playlist de lançamentos, atualizada semanalmente. Siga e dê o play:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
18
Share