A diferença entre Robert Plant e Paul Rodgers, segundo Jimmy Page

Guitarrista teve o privilégio de trabalhar com duas das maiores vozes da história do rock em diferentes momentos da carreira

Jimmy Page não pode se queixar das qualidades dos vocalista com os quais trabalhou durante a carreira. O principal, por motivo óbvio, foi Robert Plant. Descoberta do próprio músico, o cantor ajudou a definir o papel de um frontman no rock estando à frente do Led Zeppelin. A dupla ainda reeditou a parceria nos anos 1990.

Antes dessa última passagem, o guitarrista ainda pôde trabalhar com Paul Rodgers no supergrupo The Firm. A colaboração não rendeu o sucesso esperado, gravando dois álbuns controversos, para dizer o mínimo. Ainda assim, em termos técnicos, se mostrou outro grande momento para os envolvidos.

- Advertisement -

Em entrevista de 1986, à revista Guitar World, Page traçou um paralelo entre as experiências. Conforme resgate do Rock and Roll Garage, ele explicou:

Leia também:  Coolritiba 2024 supera chuva e acerta ao agradar vários perfis de fãs na capital paranaense

“Bem, claro que é diferente. Depois de estar com o Zeppelin e Robert por tantos anos – não sei quantos anos foram agora – vocês se conhecem muito, muito bem em uma banda. Quase pode ser um tipo de coisa ESP (abreviação para ‘extrasensory perception’, ‘percepção extrasensorial’ em português).”

A seguir, Jimmy foi mais a fundo nas diferenças entre trabalhar com cada um dos mestres de cerimônia. O músico disse:

“O fraseado de Paul é totalmente diferente. Robert era como um ginasta vocal. Já quanto a Paul, nunca o ouvi cantar uma nota errada, ele é muito técnico. E ainda assim, tem uma qualidade em sua voz nas baladas que é realmente carinhosa. E ainda assim é realmente vibrante de certa forma.”

Jimmy Page e Paul Rodgers

Apesar de a empreitada artística não ter obtido o resultado almejado, Jimmy Page jamais deixou de expressar sua admiração por Paul Rodgers. Em uma publicação retrospectiva nas redes sociais, dias atrás, ele escreveu:

Leia também:  Eddie Vedder detona discurso preconceituoso de jogador de futebol americano

“Neste dia de 2010, vi o Bad Company na Wembley Arena, com o baterista original Simon Kirke e o guitarrista Mick Ralphs. Foi muito bom ouvir aqueles caras se esforçando e o desempenho de Paul Rodgers foi de alta classe. Ele não perdeu sua magia.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA diferença entre Robert Plant e Paul Rodgers, segundo Jimmy Page
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades