A função de Ronnie Wood nos Rolling Stones, segundo o próprio

Guitarrista integra a banda desde 1975 e acredita ter um importante papel para além da música

Desde 1975, Ronnie Wood faz parte dos Rolling Stones. Para além de empunhar a guitarra, o músico ocupa outra importante função na banda, segundo o próprio: a de apaziguador. 

Em entrevista ao jornal The New York Times, concedida de seu apartamento em Barcelona, o integrante disse valorizar suas seis décadas de trabalho ao lado dos Stones. Mais do que isso: reconheceu as suas contribuições no grupo não somente no campo musical. 

“Essa tem sido a minha função durante todos esses anos, manter minha instituição em atividade. Quando Mick e Keith se desentendiam, eu fazia o possível para reuni-los novamente, pelo menos para que conversassem e fizessem os motores roncarem novamente.”

- Advertisement -

Conhecer bem os colegas de trabalho e aprender a lidar com os momentos difíceis é um dos grandes conselhos do guitarrista à artistas iniciantes. À NME em 2015 (via Whiplash), ele destacou: 

“Turnê antigamente era todo mundo empilhado numa van um em cima do outro com um monte de equipamento. Era duro, mas nós conhecíamos um ao outro de cabo a rabo. Rola atritos e discussões quando se vive espremido assim, e acontecem coisas pelas quais normalmente as pessoas não passam. Com os Stones foi a mesma coisa também. Embora hoje a gente viaje de forma bem mais luxuosa, aquela base nos permite lidar com todo tipo de situação.”

Leia também:  As 3 bandas de glam metal que Axl Rose já declarou odiar

Jeff Beck e Eric Clapton nos Rolling Stones?

Na opinião de Ronnie Wood, alguns dos maiores guitarristas da história do rock não seriam capazes de fazer parte dos Rolling Stones. Não só pela convivência frequente entre os membros, mas pela atenção exagerada recebida e direção criativa.

O assunto foi abordado em uma entrevista para a Mojo. Na ocasião, Wood falou sobre como os Stones eram o oposto da personalidade do saudoso Jeff Beck:

“Qualquer coisa relacionada aos holofotes ele ficava: ‘você toma conta disso’. Daí ele sumia. E Jeff não ficaria satisfeito com a abordagem blues e rock’n’roll mais simples – por mais que ele amasse Buddy Guy. Quando ele começou a colaborar com Jan Hammer, as coisas mais jazz experimental, foi ali que eu larguei de mão, apesar da gente ter ido pelos nossos caminhos diferentes.”

Outro nome mencionado foi o de Eric Clapton, que chegou a ser considerado para a banda no final dos anos 60. A respeito, Wood permanece cético, contando:

“Eric Clapton uma vez disse pra mim: ‘eu poderia ter entrado pra banda’. Eu respondi: ‘sim, mas você precisaria morar com eles, Eric!’.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA função de Ronnie Wood nos Rolling Stones, segundo o próprio
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades