O dramático vídeo de show do Fleetwood Mac que inspirou “Daisy Jones & The Six”

Performance ocorrida em 1997 influenciou não só o livro escrito por Taylor Jenkins Reid, como a adaptação para a série do Amazon Prime Video

Quando Taylor Jenkins Reid escreveu o livro “Daisy Jones & The Six” – lançado em 2019 e recentemente transformado em série pelo Amazon Prime Video, a autora buscou inspiração em bandas dos anos 1970 para criar o grupo musical fictício da obra. Sua principal referência foi o Fleetwood Mac e os conflitos entre os integrantes durante a gravação do álbum “Rumours” (1977).

A relação do ex-casal Stevie Nicks e Lindsey Buckingham, por exemplo, assemelha-se ao vínculo tempestuoso dos personagens e vocalistas Billy Dunne (Sam Claflin) e Daisy Jones (Riley Keough) – cuja química pessoal e profissional levou o Daisy Jones & The Six para o estrelato ao mesmo tempo em que tirou a banda dos trilhos. Uma apresentação específica de “Silver Springs”, do Fleetwood Mac, mostra com exatidão esses paralelos entre a ficção da escritora e a realidade.

- Advertisement -

No caso, a música citada – com letra composta por Nicks sobre o término de seu relacionamento com Buckingham – entraria para o “Rumours”, mas devido à duração de quase cinco minutos e ao ritmo mais lento, foi cortada. Anos depois, ela apareceu no disco ao vivo “The Dance” – o primeiro trabalho a reunir a formação clássica desde “Tango in the Night” (1987) –, gravado no dia 23 de maio de 1997, no Warner Brothers Studios em Burbank, na Califórnia.

A performande da canção virou um videoclipe oficial. Durante a filmagem, é possível observar Nicks e Buckingham trocando olhares intensos, enquanto cantam juntos parte da letra que diz “you’ll never get away from the sound of the woman that loves you”) (“você nunca vai ficar longe do som da mulher que te ama”).

Em entrevista ao The Guardian em 2019 (via Ultimate Classic Rock), Taylor Jenkins Reid confirmou que o registro ao vivo dessa canção influenciou o conceito por trás da música “Regret Me” – composta primeiramente para o livro e, com alterações na letra, presente na trilha sonora da série.

“‘Regret Me’ não é liricamente baseada em ‘Silver Springs’ e também não soaria de forma parecida. Mas essa ideia de que uma mulher tem direito de ficar com raiva é totalmente baseada em Stevie Nicks cantando ‘Silver Springs’ para Lindsey Buckingham durante o álbum ‘The Dance’.”

A autora ainda destacou na conversa sua admiração pela banda e o significado dela em sua vida.

“Vi os dois clipes daquele show quando era adolescente e esse foi o motivo pelo qual eu comecei a ouvir o Fleetwood Mac. Eles sempre representaram, para mim, mais do que apenas música. Sempre me emocionei muito com o jeito que Stevie Nicks cantou essa música naquela época.”

“Regret Me” x “Silver Springs”

Outra semelhança de “Regret Me” e “Silver Springs” é que ambas não foram bem recebidas por todos os membros de suas respectivas bandas. Em relação à música de Daisy Jones & The Six, Billy votou por não mantê-la no álbum, “Aurora” – o que não funcionou, com a música tornando-se um dos maiores hits do grupo

Leia também:  O arrependimento de Kerry King em parceria com o Beastie Boys

Já no Fleetwood Mac, “Silver Springs” ficou de fato fora do tracklist de “Rumours” e deu lugar a “I Don’t Want to Know”. Stevie Nicks não lidou bem com essa mudança e, anos mais tarde, contou no encarte da reedição do material (via Rolling Stone):

“Eles me levaram para o estacionamento e me falaram: ‘tiramos ‘Silver Springs’ do disco porque é muito longa’. Não preciso dizer que eu não reagi bem a isso. Eu acho que Lindsey pensou que eu ficaria bem com essa decisão porque eu também compus ‘I Don’t Want to Know’, mas eu não fiquei.”

Influência de “Silver Springs” na série

“Silver Springs” não foi usada de referência somente para o livro. Sam Claflin, que dá vida a Billy Dunne na série, recebeu de um amigo a apresentação ao vivo da música, para usar de inspiração durante as filmagens, e compartilhou o vídeo com a companheira de elenco e intérprete de Daisy, Riley Keough. O próprio contou à revista Elle:

“Ela disse, ‘uau, eles parecem Billy e Daisy’. Então, acho que nós, de certa forma, queríamos personificar isso no processo.”

Como observa a Classic Rock, alguns vídeos estão sendo publicados por fãs nas redes sociais que descobriram a performance de “Silver Springs”. Confira abaixo.

Sobre a série “Daisy Jones & The Six”

Baseada no romance homônimo best-seller de Taylor Jenkins Reid, “Daisy Jones & The Six” é uma minissérie que detalha a ascensão e queda vertiginosa de uma renomada banda de rock. A produção é do Amazon Prime Video.

Em 1977, o grupo Daisy Jones & The Six estava no topo das paradas mundiais. Liderada por dois vocalistas carismáticos – Daisy Jones (Riley Keough) e Billy Dunne (Sam Claflin) -, a banda passou da obscuridade para a fama. E então, após um show esgotado no Soldier Field de Chicago, eles debandaram.

Agora, décadas depois, os membros do grupo finalmente concordaram em revelar a verdade. Esta é a história de como uma banda icônica implodiu no auge de sua existência.

Além de Riley Keough e Sam Claflin no papel de Daisy e Billy, respectivamente, o elenco também conta com Camila Morrone como Camila Dunne, Will Harrison como Graham Dunne, Suki Waterhouse como Karen Sirko, Josh Whitehouse como Eddie Roundtree, Sebastian Chacon como Warren Rojas, Nabiyah Be como Simone Jackson e Tom Wright como Teddy Price, com uma participação especial de Timothy Olyphant como Rod Reyes.

Do Amazon Studios e Hello Sunshine, “Daisy Jones & The Six” tem produção executiva de Reese Witherspoon e Lauren Neustadter pela Hello Sunshine, e Brad Mendelsohn pela Circle of Confusion. Scott Neustadter e Michael H. Weber criaram a série baseada no romance de Taylor Jenkins Reid, que também a produz. Scott Neustadter é produtor executivo e showrunner junto a Will Graham.

James Ponsoldt dirigiu os primeiros cinco episódios e atua como produtor executivo, Nzingha Stewart dirigiu quatro dos episódios restantes e Graham dirigiu um. A série conta com canções originais escritas e produzidas pelo produtor indicado ao Grammy Blake Mills, e vários outros compositores talentosos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO dramático vídeo de show do Fleetwood Mac que inspirou “Daisy Jones...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades