Travis Barker superou medo de avião graças a Kourtney Kardashian

Além de ter medo desde criança, baterista do Blink-182 sofreu um acidente aéreo em 2008 que tirou a vida de quatro pessoas e o deixou gravemente ferido

O Blink-182 – agora reunido com Tom DeLonge ao lado de Mark Hoppus e Travis Barker – vai sair em uma turnê mundial entre 2023 e 2024, com direito a uma passagem pelo Lollapalooza Brasil. E uma das pessoas que devemos agradecer é… Kourtney Kardashian, esposa de Travis Barker. Sim, ela mesma.

A socialite é casada com o baterista e foi responsável por ajudá-lo a superar seu medo de voar. Ela é creditada por ter dado apoio moral ao músico enquanto lidava com seu trauma.

- Advertisement -

Para quem não se lembra, Barker passou por um acidente de avião em 2008 no qual quatro pessoas morreram e o baterista foi seriamente ferido. Em uma entrevista para a US Weekly (via MTV News) logo após a queda, ele falou:

“Eu odeio aviões. Meu maior medo é estar envolvido num acidente de avião, então quando isso aconteceu… bem, estou só agradecido de estar vivo! Fico grato de estar aqui ainda.”

Isso explica o fato de o Blink ter feito poucos shows fora da América do Norte a partir de então – e quando rolavam shows em outros continentes, Travis sempre ia de barco. A impossibilidade de usar avião para transporte também reduziu o ritmo dos compromissos do grupo em turnê, já que a logística se tornava um pouco mais lenta.

Travis Barker e o medo de avião superado

Travis Barker começou a namorar Kourtney Kardashian em 2020. Ele voou pela primeira vez desde o acidente em 14 de agosto de 2021.

Uma fonte para o E!News, na ocasião, declarou: 

“É algo que ele queria fazer e superar. Kourtney tem sido carinhosa e apoiadora e é através do amor, ajuda e confiança nele que ele finalmente conseguiu fazer isso. As pessoas próximas ao Travis desde o acidente estão super empolgadas por ele.”

Blink-182 reunido e em turnê

Na última terça-feira (11), o Blink-182 anunciou o que todos já esperavam: Tom DeLonge está de volta. O vocalista e guitarrista estava fora da banda desde 2015, quando sua vaga foi ocupada por Matt Skiba (Alkaline Trio).

Com a velha-nova formação revelada, o grupo anunciou que fará uma turnê mundial entre 2023 e 2024. Uma das paradas é o Brasil: eles confirmaram que vão se apresentar na edição nacional do Lollapalooza, entre os dias 24 e 26 de março do ano que vem. Será a primeira passagem do grupo pelo país em toda a sua carreira.

Não para por aí: eles também prometeram lançar um novo single já nesta sexta-feira (14). Chamada “Edging”, a faixa é o primeiro material inédito do Blink desde a música “Quarantine” (2020) e a primeira obra com Tom DeLonge desde o álbum “Neighborhoods” (2011).

Nos últimos anos, DeLonge permaneceu fora do Blink-182 para dedicar-se a estudos sobre OVNIs com sua empresa, To The Stars Academy of Arts & Science. Mark Hoppus (voz e baixo) e Travis Barker (bateria) optaram pela continuidade da banda com Matt Skiba, gravando os álbuns “California” (2016) e “Nine” (2019), além da já mencionada “Quarantine”.

Leia também:  Fã chileno viaja 11 mil km para ver o Pearl Jam — e acaba tocando com a banda

Veja abaixo um vídeo que anuncia a novidade.

Blink-182 e a volta de Tom DeLonge

Pelo menos desde 2021 a volta de Tom DeLonge ao Blink-182 é especulada. Os músicos se reaproximaram após Mark Hoppus ter sido diagnosticado com um linfoma – problema de saúde devidamente superado pelo baixista e cantor.

Em novembro do ano passado, durante aparição no The Late Late Show With James Corden, DeLonge – que ainda excursionava com a banda Angels & Airwaves – foi perguntado se voltaria a tocar com o grupo depois de tudo o que aconteceu. Conforme transcrito pelo Exclaim, ele respondeu:

“Sempre conversamos sobre a possibilidade de tocarmos juntos novamente. É algo que definitivamente nos interessa. A questão principal é encontrar um momento em que as prioridades de todos estejam alinhadas. É ótimo ver Mark se curando do câncer e ficando forte novamente. Mas sim, estou disposto e acho que eles também.”

O sinal mais forte de que algo estava para acontecer veio em julho deste ano, quando Matt Skiba disse que não sabia seu atual status no Blink-182. O músico fez uma postagem em seu perfil no Instagram onde aparece em um museu. Por lá, recebeu um comentário de um fã, que perguntava se ele ainda fazia parte do Blink. O admirador ainda apontou a ausência de conteúdo da banda nas redes de Skiba, assim como a ausência dele em posts recentes do grupo.

A resposta de Matt aumentou o mistério:

“Seu palpite é tão bom quanto o meu. De qualquer forma, sou muito orgulhoso e grato pelo meu tempo com o Blink-182. Vamos ver…”

Semanas depois, Tom DeLonge compartilhou uma foto com os outros integrantes do grupo, além de atualizar sua bio no Instagram para listar o Blink-182, do qual havia saído em 2015, como uma de suas bandas. Foi o suficiente para que os boatos ganhassem força, mas Mark Hoppus tratou de negar tudo.

Quando o jornalista José Norberto Flesch antecipou que o Blink iria se apresentar no Lollapalooza Brasil 2023, ninguém mais sabia qual formação viria. Contudo, uma informação ainda mais quente veio no início deste mês: Troy Hanson, vice-presidente de programação de rock da Cumulus Media (empresa que gerencia mais de 400 estações de rádio nos Estados Unidos), disse no Brian, Ali & Justin Podcast que Tom DeLonge estava sim de volta à banda.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasTravis Barker superou medo de avião graças a Kourtney Kardashian
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades