Tom DeLonge pode estar de volta ao Blink-182 – e ele próprio indica isso

Após meses de pistas e especulação, anúncio do retorno do vocalista/guitarrista ao grupo parece iminente

A internet está em polvorosa com a possibilidade que o trio de pop punk escrachado preferido da galera possa estar se reunindo. No último fim de semana, o vocalista e guitarrista Tom DeLonge compartilhou uma foto com os outros integrantes do grupo, Mark Hoppus e Travis Barker, além de atualizar sua bio no Instagram para listar o Blink-182, do qual saiu em 2015, como uma de suas bandas.

Isso pode parecer nada fora de contexto, porém ocorre após meses de especulação sobre um retorno seu ao grupo. DeLonge já havia revelado em 2019 um desejo de se reunir com os outros integrantes, mas a ideia só começou a ser tratada como uma possibilidade após o baixista e vocalista Mark Hoppus se mostrar aberto numa entrevista para a GQ:

“Nós não conversamos a respeito disso, mas estou aberto a qualquer coisa no futuro. Eu não sei como iria funcionar se for nós quatro. Tipo, nós vamos todos morar na mesma casa novamente?”

A existência de quatro pessoas na formação pode não ser uma preocupação tão grande. Recentemente, Matt Skiba, substituto de DeLonge no Blink-182, contribuiu aos rumores da reunião dos integrantes clássicos ao revelar no Instagram que não sabia se fazia mais parte do grupo. O músico respondeu a um comentário falando:

“Seu palpite é tão bom quanto o meu. De qualquer jeito, tenho muito orgulho e gratidão pelo meu tempo no blink-182. Veremos…”

O cantor e guitarrista gravou dois álbuns com Mark Hoppus e Travis Barker – “California” (2016) e “Nine” (2019) –, apesar de não ter sido creditado no single “Quarantine”, lançado em 2020. 

Tom DeLonge e Blink-182

A aproximação entre Tom DeLonge e os outros integrantes teria acontecido durante o período em que Mark Hoppus batalhou contra leucemia em 2021. Na mesma entrevista para a GQ em que o baixista revelou a possibilidade da volta, DeLonge falou sobre uma reunião após o diagnóstico de câncer recebido por Hoppus no ano passado.

“A gente falou de coisas da vida. O que aprendemos com o passar dos anos sobre nós mesmos. Como crescemos, como nada realmente importa em relação ao que estávamos lidando naquele momento. Então, não era uma reunião importante sobre o Blink-182, era mais sobre irmãos se encontrando e falando: ‘como podemos apoiar o Mark?’”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
43
Share