Brian May não gosta de “Under Pressure” e a culpa é de David Bowie

Apesar de não apreciar a mixagem do hit, guitarrista entende que a faixa "funciona" e, da maneira que foi lançada, caiu no gosto do público

Um dos maiores sucessos do Queen até hoje é “Under Pressure”. Lançada em 1981 em parceria com David Bowie e posteriormente incluída no álbum “Hot Space” (1982), a faixa conquistou o primeiro lugar da parada de singles britânica. Hoje, só no Spotify, acumula mais de 1,5 bilhão de reproduções. Contudo, Brian May não é um grande fã da música.

Conversando com a revista Total Guitar, o guitarrista explicou por que não gosta da gravação e atribuiu o fato a um culpado em específico: o próprio Bowie. Segundo o músico, de início, a canção caminhava para uma sonoridade orientada ao The Who, com uma guitarra mais marcada — até que o Camaleão do Rock, insatisfeito, interferiu na jogada. 

- Advertisement -

Primeiramente, o instrumentista declarou: 

“Tudo foi feito espontaneamente no estúdio tarde da noite, depois de termos comido e bebido muito. A faixa de apoio era bastante pesada. Estávamos todos trabalhando na parte que diz ‘why can’t we give love’ juntos e começou a soar como The Who, com muitos acordes. E eu estava radiante porque gostava do The Who. Lembro de dizer para David: ‘parece The Who, não parece?’. E ele respondeu ‘sim, mas não vai soar como The Who quando eu terminar a faixa’. Sabe, de uma forma meio brincalhona. mas ele realmente não queria que a música fosse assim.”

Sendo assim, durante a mixagem — decidida sobretudo pelo vocalista Freddie Mercury juntamente do convidado especial —, o som mais pesado da guitarra ficou praticamente apagado. May disse:

Leia também:  A clássica linha de baixo dos Beatles que Paul McCartney copiou de Chuck Berry

“Foi muito difícil, porque todos nós tínhamos ideias diferentes de como ela deveria ser mixada. Acho que provavelmente foi a única vez na minha carreira que cedi, porque sabia que seria uma luta. Então, basicamente, era Freddie e David discutindo no estúdio sobre a mixagem. E o que aconteceu na mixagem foi que a maior parte daquela guitarra pesada foi perdida. Em relação ao riff principal, eu o toquei numa guitarra, praticamente no estilo arpejado que toco hoje. Mas isso nunca fez parte da mixagem. O que eles usaram foram as partes acústicas que foram feitas primeiro como uma espécie de demo.”

Aprendendo a gostar

Por isso, May não aprovou 100% a versão final. De qualquer forma, o guitarrista entende que “Under Pressure”, da maneira que foi lançada, trouxe resultados positivos e caiu no gosto do público. 

“Para ser honesto, nunca gostei do jeito em que a música foi mixada. Mas reconheço que funciona. E as pessoas adoram. Então nós tocamos um pouco diferente ao vivo, como você provavelmente notou, é muito mais pesado e acho que isso eleva a música. David era um criador incrível, mas você não pode ter muitas forças criativas incríveis no mesmo lugar. Começa a ficar muito difícil.”

Queen, “Under Pressure” e “Hot Space”

“Under Pressure” foi disponibilizada como single oito meses antes do disco “Hot Space”. Décimo trabalho de inéditas do Queen, o álbum mostrava a banda incorporando elementos de funk, disco music, dance e pop. A nova orientação sonora, que já vinha se mostrando de forma mais tímida em trabalhos anteriores, desagradando boa parte dos fãs.

Leia também:  Ace Frehley afunda com preguiçoso e redundante álbum “10,000 Volts”

Mesmo com a repercussão negativa, ganhou disco de ouro nos Estados Unidos e platina na Inglaterra, tendo vendido mais de 3 milhões e meio de cópias mundialmente apenas à época. Por outro lado, não repetiu os números de “The Game” (1980), seu antecessor e um dos recordistas de vendas do grupo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesBrian May não gosta de “Under Pressure” e a culpa é de...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades