While She Sleeps atrai nova geração e conquista headbangers antigos no Summer Breeze

Calor intenso até fez músicos sofrerem um pouco, mas não intimidou nem mesmo o público, que compareceu para conferir show do grupo inglês ao meio-dia

No início de 2022, logo após o período de normalização da pandemia de covid-19, um show em São Paulo se destacou pela sua alta demanda: o que seria feito pela banda inglesa While She Sleeps. Os ingressos para o evento, inicialmente programado para a Fabrique Club, esgotaram-se em menos de 24 horas.

Até mesmo a produtora Solid Music foi pega de surpresa. Diante da enorme procura, o evento foi transferido para a VIP Station. No entanto, os fãs fervorosos do grupo metalcore garantiram novamente a lotação esgotada, mesmo com o local comportando, segundo seus proprietários, até 3,8 mil fãs.

- Advertisement -
Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

O hype não foi uma mera febre passageira. O quinteto formado por Lawrence Taylor (voz), Sean Long (guitarra), Mat Welsh (guitarra), Aaran McKenzie (baixo) e Adam Savage (bateria) foi escalado para abrir o Hot Stage do Summer Breeze Brasil, no domingo (28). O cenário era propício: embora tenha sido encabeçado por Mercyful Fate e Anthrax, o lineup da data contou com outros nomes do metal contemporâneo, como Avatar e Killswitch Engage.

Apesar do horário na faixa do meio-dia, centenas de pessoas compareceram para conferir o show. O público, como era esperado, era composto majoritariamente por pessoas mais jovens.

Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

No início do set, durante as faixas “SLEEPS SOCIETY”, “ANTI-SOCIAL” e “You Are All You Need”, o som metalcore moderno com passagens eletrônicas provocou certa surpresa entre os fãs mais tradicionais do heavy metal. No entanto, a sonoridade logo conquistou o público.

Em “THE GUILTY PARTY”, muitos dos presentes, que inicialmente hesitaram, acabaram se envolvendo e até participaram em um moshpit gigantesco que se formou na pista. “Four Walls” e “Silence Speaks” (esta última, gravada originalmente com participação de Oliver Sykes, vocalista do Bring Me the Horizon) geraram maior engajamento, até por serem duas canções importantes para a definição do rock na década de 2010.

Leia também:  Clutch empolga público em São Paulo com show curto e intenso
Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

Lawrence Taylor, assim como os demais membros da banda, demonstrou claramente seu desconforto com o calor intenso. Não foram raras as vezes em que ele jogou água sobre si mesmo para se refrescar. As pausas entre as músicas para hidratação também foram mais longas.

Mesmo assim, o frontman tentou trazer um pouco de suas raízes do hardcore para o festival. Interagiu com a plateia junto à grade e até mesmo se aventurando em um crowd surfing. Para encerrar com chave de ouro, durante “SYSTEMATIC”, ele pediu para que todos se abaixassem e se levantassem apenas sob seu comando, em uma brincadeira prontamente aceita por muitos.

Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

Após o fim do show, ao caminhar pela pista, era comum ouvir comentários elogiosos ao grupo. Sobraram qualidade musical e atitude por parte de Lawrence Taylor, um dos grandes frontmen da atualidade.

Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

**Este conteúdo faz parte da cobertura Summer Breeze Brasil 2024 — clique para conferir outras resenhas com fotos e vídeos.

Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

While She Sleeps — ao vivo no Summer Breeze Brasil 2024

Repertório:

  1. SLEEPS SOCIETY
  2. ANTI-SOCIAL
  3. You Are All You Need
  4. THE GUILTY PARTY
  5. SELF HELL
  6. You Are We
  7. Four Walls
  8. Silence Speaks
  9. ENLIGHTENMENT(?)
  10. SYSTEMATIC
Foto: Gabriel Ramos @gabrieluizramos / Whiplash.Net

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioResenhasResenhas de showsWhile She Sleeps atrai nova geração e conquista headbangers antigos no Summer...
Guilherme Góes
Guilherme Góeshttp://www.igormiranda.com.br
Guilherme Góes, 27 anos, estudou jornalismo na Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Apaixonado por música desde criança, participa do cenário musical independente paulistano desde 2009. Já passou pelos veículos Besouros.net e Hedflow.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades