A melhor música do Slayer na opinião de Tobias Forge

Líder do Ghost escolheu música que foi a faixa-título de EP lançado pela banda americana em 1984

A revista Metal Hammer pediu que várias figuras importantes do metal escolhessem suas músicas preferidas do Slayer. Tendo encerrado atividades em 2019 – e sem qualquer pista concreta de que retornará, dados os problemas de saúde do baixista e vocalista Tom Araya –, o grupo deixou uma obra consolidada e referencial para todas as gerações posteriores.

Um dos convidados foi Tobias Forge. O líder do Ghost não se fez de rogado e foi aos primórdios do quarteto, resgatando uma pérola que deu título ao EP lançado pela banda no ano de 1984, “Haunting the Chapel”.

- Advertisement -

Explicou o atual Papa Emeritus IV:

“Eu gosto dos compassos estranhos no começo. Sempre fui um grande fã do Metallica. O Slayer, de certa forma, representava todas as coisas que o Metallica não era e vice-versa. Naquela época, o Slayer fazia os riffs mais malignos de todos os tempos, havia algo genuinamente hostil neles. Não há uma nota feliz lá. As letras eram muito legais, assim como a imagem. Eles soavam e tocavam muito bem. Aquela era inicial foi definitivamente uma das minhas favoritas do metal extremo.”

Leia também:  Pitty se apresenta sentada após cirurgia de emergência e shows adiados

Slayer e “Haunting the Chapel”

Contando com 3 músicas em sua edição original – “Chemical Warfare” e “Captor of Sin”, além da faixa-título –, o EP “Haunting the Chapel” representou uma evolução sonora em comparação ao debut do Slayer, “Show No Mercy” (1983). Foi a partir daqui que o baterista Dave Lombardo passou a usar bumbo duplo, inspirado pelo seu então roadie e futura lenda do instrumento Gene Hoglan.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA melhor música do Slayer na opinião de Tobias Forge
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades