Famílias de vítimas do incêndio na boate Kiss querem processar Netflix por série

Parentes afirmam que não sabiam que “Todo Dia a Mesma Noite” estava em produção e pedem alterações na divulgação, além de ajuda na construção de memorial

A Netflix pode ser processada por conta da minissérie “Todo Dia a Mesma Noite”, sobre a tragédia na boate Kiss, ocorrida em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no ano de 2013. Segundo algumas famílias de vítimas do incêndio na casa noturna, a plataforma de streaming expõe pessoas e lucra com o acontecimento sem a permissão formal dos parentes dos mortos.

De acordo com o Uol, cerca de 40 pessoas se reuniram e escolheram a advogada Juliane Muller Korb para representá-las. Inicialmente, a ideia é conversar com a Netflix a respeito da série e negociar algumas alterações na divulgação, inclusive no trailer, no qual a cena dos corpos em um ginásio depois do resgate provocou gatilhos em algumas pessoas. Eles falam ainda na construção e um memorial no local onde ficava a Kiss. Não há pedido de indenização em dinheiro.

- Advertisement -

Os familiares das vítimas também pedem uma explicação por parte da Netflix sobre o porquê de não terem sido consultados durante a produção da série. “Todo Dia a Mesma Noite” é baseada no livro de mesmo título, escrito por Daniela Arbex, lançado em 2018. A produção mistura os fatos da tragédia do dia 27 de janeiro de 2013 com algumas inserções ficcionais.

Nem todos os familiares concordam

Por outro lado, a Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes, que representa um outro grupo de parentes das vítimas da Kiss, emitiu uma nota onde diz exatamente o oposto. O grupo afirma que sabia da realização da minissérie e que apoia a Netflix. Também argumenta que a produção não visa retratar individualmente cada um dos mortos e afetados pela tragédia.

Confira a nota, via Instagram.

https://www.instagram.com/p/CoAz1FlyZxc/?utm_source=ig_embed&ig_rid=650f529f-f6a3-4fef-8454-3ee129e594fd

“Todo Dia a Mesma Noite”

No último dia 27 de janeiro o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), completou 10 anos. Dois dias antes estreou a série “Todo Dia a Mesma Noite”, na Netflix.

Leia também:  O dia de Rock in Rio que está prestes a esgotar, segundo organização

Baseada no livro “Todo Dia a Mesma Noite: A História Não Contada da Boate Kiss”, da jornalista Daniela Arbex, a trama reconta a tragédia que vitimou 242 pessoas, além de ter deixado outros 636 feridos.

A direção geral ficou a cargo de Julia Rezende, com Carol Minêm e roteiro de Gustavo Lipsztein. O elenco reúne nomes como Thelmo Fernandes, Paulo Gorgulho, Bianca Byington, Leonardo Medeiros, Debora Lamm, Raquel Karro, Bel Kowarick, Erom Cordeiro, Paola Antonini, Nicolas Vargas, Flavio Bauraqui e Laila Zaid.

Diz a sinopse:

“Aquela noite de 2013, em que 242 jovens perderam a vida na boate Kiss, ainda se repete para sobreviventes e familiares. Inspirada no livro de Daniela Arbex, a série Todo Dia a Mesma Noite conta essa história trágica e a luta por justiça liderada pelos pais das vítimas. Por memória, por justiça, e para que não se repita.”

O trailer pode ser conferido abaixo.

O incêndio na boate Kiss

O incêndio na boate Kiss é considerado a segunda maior tragédia do tipo no Brasil. A primeira foi a do Gran Circus Norte-Americano, ocorrida em 1961, quando mais de 500 pessoas morreram.

A tragédia teve início quando o vocalista da banda Gurizada Fandangueira acendeu um sinalizador no palco. As faíscas atingiram o teto, que contava com espuma para abafar a acústica, se alastrando pelo ambiente em poucos segundos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasFamílias de vítimas do incêndio na boate Kiss querem processar Netflix por...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades