David Lee Roth ajudou a compor o álbum “5150”, do Van Halen?

Trabalho foi o primeiro após o rompimento entre o vocalista e a banda, com Sammy Hagar assumindo o microfone

O fim da primeira era David Lee Roth no Van Halen aconteceu em 1985. Após seis álbuns, o choque de egos – impulsionado pelas famas individuais do cantor e guitarrista Eddie Van Halen – se tornou insustentável, dando fim à formação que se consagrou como uma das maiores da história do hard rock mundial.

Enquanto Diamond Dave montou um supergrupo com Steve Vai (guitarra), Billy Sheehan (baixo) e Gregg Bissonette (bateria), sua antiga banda recrutou Sammy Hagar. Já conhecido pelo Montrose e uma então estável carreira solo, o frontman gravou 4 álbuns de estúdio com a banda. O primeiro foi “5150”, disponibilizado em 1986.

- Advertisement -

Mas teria Roth colaborado de alguma forma com o material que foi aproveitado? Em 1993, o próprio respondeu à questão para o radialista Howard Stern. Conforme resgate do Ultimate Classic Rock, ele disse:

“Compus metade daquelas melodias. Metade dos vocais e todo o resto já estava pronto em pequenas demos.”

A afirmação não é exatamente uma surpresa. Quem acompanhou a carreira do Van Halen com atenção, sabe que o grupo reaproveitou registros antigos em várias fases da carreira. Seu último disco, “A Different Kind of Truth” (2012), com o retorno de David e a estreia de Wolfgang Van Halen no baixo, foi composto em sua maior parte por resgates do tipo.

David Lee Roth e o Van Hagar

Em sua biografia “Crazy From the Heat”, de 1987, Roth complementou a afirmação destacando:

“Foi mais fácil para eles criar um novo álbum porque eu já havia trabalhado com Edward em metade desse álbum. Arrumaram um novo vocalista, foram direto para todas aquelas fitas antigas e usaram como ponto de partida, então foi muito mais simples para eles se reconstruírem.”

Leia também:  Eloy Casagrande revela a maior mudança “baterística” provocada pelo Slipknot

Em nenhuma das menções Roth especificou em quais músicas trabalhou. A The Van Halen Encyclopedia lista “Eat They Neighbor” como uma composição “original inacabada e inédita” pós-1984 em que Dave estaria trabalhando antes de sair.

Também há rumores sobre uma versão alternativa de “Summer Nights” com letras escritas pelo cantor – esta que foi, justamente, a primeira tocada nos testes de Hagar. Ainda afirma que Eddie Van Halen já tinha começado a escrever “Dreams” quando o cantor original deixou a banda.

Van Halen e “5150”

A sonoridade de “5150” dava maior ênfase aos teclados, adaptando a sonoridade do Van Halen a algo mais próximo do AOR/melodic rock. Após ter trabalhado com o produtor Ted Templeman em todos os discos anteriores, o grupo optou por Mick Jones, guitarrista do Foreigner, além de Donn Landee.

O título é uma referência ao estúdio particular de Eddie Van Halen, que por sua vez, fazia alusão ao código policial da Califórnia que se refere a pessoas com distúrbios psíquicos.

O disco chegou ao primeiro lugar na The Billboard 200, principal parada dos Estados Unidos, onde vendeu mais de 6 milhões de cópias. As faixas “Why Can’t This Be Love”, “Dreams”, “Love Walks In” e “Best of Both Worlds” foram lançadas como singles.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesDavid Lee Roth ajudou a compor o álbum “5150”, do Van Halen?
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades