Foto: divulgação

O que Ronnie James Dio achou do álbum com orquestra do Metallica

“Acho que a orquestra poderia ter aparecido um pouco mais. Ela acabou ficando enterrada atrás da banda. Se você vai usar uma orquestra, faça-o com vontade”, opinou o saudoso vocalista à época do lançamento de “S&M”

A ideia de misturar uma banda de rock/metal com uma orquestra não era exatamente uma novidade quando o Metallica se aventurou por esses caminhos. Porém, a popularidade da banda fez com que o público realmente se interessasse pelo formato de forma inédita até então. Até mesmo outros grupos resolveram arriscar posteriormente.

Porém, nem todo mundo aprovou com louvor a experiência registrada no álbum e vídeo “S&M”. Em declaração registrada pelo livro “Heavy Metal: A História Completa”, de Ian Christe (2003), Ronnie James Dio deixou sua opinião. Na mesma época, o cantor participou da celebração de 30 anos do “Concerto For Group & Orchestra”, do Deep Purple.

“Acho que a orquestra poderia ter aparecido um pouco mais. Ela acabou ficando enterrada atrás da banda. Se você vai usar uma orquestra, faça-o com vontade.”

Metallica e “S&M”

Lançado em 23 de novembro de 1999, “S&M” foi gravado durante duas apresentações com a Orquestra Sinfônica de San Francisco, conduzida por Michael Kamen. Além de músicas do catálogo da banda, contava com duas composições inéditas: “No Leaf Clover” e “-Human”.

O registro vendeu mais de 8 milhões de cópias em todo o mundo. No Brasil, ganhou disco de platina. Foi o último trabalho registrado com o baixista Jason Newsted

A versão para “The Call of Ktulu” venceu o Grammy na categoria Best Rock Instrumental Performance.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
14
Share