Quando Paul McCartney montou sua banda dos sonhos em entrevista ao Estadão

Eterno Beatle escolheu integrantes do Led Zeppelin e The Who, entre outros instrumentistas

Paul McCartney tem experiência incontestável com bandas. Além dos Beatles, o artista formou com sua esposa Linda McCartney em 1971 o Wings, que passou dez anos em atividade. Antes de tudo, ainda fez parte do Quarrymen, junto de John Lennon e George Harrison 

Mesmo dedicado à carreira solo há décadas, Macca já imaginou quais músicos dariam uma ótima união. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, veiculada em 2019, o cantor recebeu o desafio de montar a banda de seus sonhos, sem incluir nenhum dos antigos companheiros. Para a resposta, ele deveria selecionar os melhores instrumentistas da história em sua opinião. 

- Advertisement -

Começando pela bateria, McCartney escolheu John Bonham, saudoso baterista do Led Zeppelin, falecido em 1980. Já para os teclados, optou por Billy Preston, músico que tocou em álbuns como “Abbey Road” (1969) e “Let It Be” (1970), morto em 2006.

Em relação ao baixo, Paul demorou mais tempo para decidir, mas elegeu John Entwistle, do The Who, que nos deixou em 2002. Na guitarra, preferiu o lendário Jimi Hendrix, morto em 1970. Por fim os vocais ficariam com, de acordo com sua própria descrição, o “imortal” Elvis Presley, finado em 1977. 

Leia também:  Os 5 discos que Flea levaria para uma ilha deserta

Paul McCartney e Elvis Presley

Quando os Beatles conheceram Elvis Presley, o rei do rock já não era o astro rebelde e transgressor de alguns anos antes. Ainda assim, Paul McCartney pôde ter um momento bastante peculiar ao lado do ídolo.

Em entrevista ao escritor Tony Bacon, originalmente publicada no livro “The Bass Book” (1994), o músico recordou:

“Elvis estava aprendendo a tocar baixo. Então pude dar algumas dicas a ele. Disse de brincadeira: ‘Está aprendendo o baixo, filho? Sente-se e deixe eu lhe mostrar algumas coisas.” 

Quase-parceria com Jimi Hendrix

Paul McCartney quase participou de um projeto com Jimi Hendrix. Em 1969, o icônico guitarrista enviou um telegrama para o Beatle, o convidando para uma gravação em estúdio com Tony Williams na bateria e Miles Davis no trompete. De acordo com o site Far Out Magazine, dizia a mensagem:

“Estamos gravando um álbum juntos neste fim de semana. Que tal tocar baixo com a gente? Ligue para Alan Douglas 212-5812212. Paz, Jimi Hendrix, Miles Davis, Tony Williams.”

A parceria entre os músicos nunca aconteceu de fato. Peter Brown, assessor dos Beatles, respondeu ao chamado no dia seguinte, afirmando que McCartney ficaria de férias por duas semanas na Escócia e por isso, não seria possível. 

Leia também:  A incrível homenagem a Milton Nascimento no site de Paul McCartney

No fim das contas, a sessão acabou cancelada no último minuto. Conforme o produtor Alan Douglas em depoimento para o livro “Hendrix: Setting the Record Straight” (via CheatSheet), o empresário de Davis ligou, pedindo um adiantamento de US$ 50 mil antes da colaboração — o que não foi atendido. 

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando Paul McCartney montou sua banda dos sonhos em entrevista ao Estadão
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades