Franquia de games Guitar Hero pode voltar após compra da Activision pela Microsoft

“Há franquias que amo desde a infância e as equipes de produção realmente querem analisar as possibilidades de reativar”, disse o CEO Phil Spencer em entrevista

Nos últimos dias, a compra da Activision Blizzard pela Microsoft agitou o mundo dos games. A aquisição é a movimentação mais cara da história da empresa fundada por Bill Gates, que desembolsou nada menos que US$ 68,7 bilhões pela produtora.

Uma das ideias dos novos donos é reviver antigas franquias que estavam paradas, como revelou o CEO Phil Spencer ao The Washington Post. Isso inclui a lendária série Guitar Hero.

“Esperamos poder trabalhar com os estúdios assim que o acordo estiver totalmente fechado. Há franquias que amo desde a infância e as equipes de produção realmente querem analisar as possibilidades de reativar. Estou ansioso para essas reuniões. Entendo ser apenas uma questão de investir em recursos e capacitações.”

Outras marcas importantes, como King’s Quest e Hexen também devem ser reaproveitadas.

Sobre Guitar Hero

Combinados, os jogos da franquia Guitar Hero venderam mais de 25 milhões de unidades. Além do sucesso comercial em si, os jogos despertaram interesse de consumidores em potencial para artistas novos e antigos, bem como para o aprendizado da guitarra e instrumentos musicais em geral.

Além da série original, foram criados games destinados a épocas e estilos, assim como os temáticos de bandas específicas. Metallica, Aerosmith e Van Halen foram homenageados com suas versões.

O game mais recente da franquia, Guitar Hero Live, saiu em 2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
117
Share