Com 16 músicas em menos de meia hora, Rancid se reafirma em “Tomorrow Never Comes”

Álbum rompe o maior período da história da banda sem material inédito e oferece ritmo frenético

O Rancid foi uma das bandas que conseguiu destaque no revival do punk rock nos anos 1990. Ainda assim, ao contrário de alguns colegas de geração, eles sempre mantiveram suas raízes underground, assim como a proposta de não se adequar a uma fórmula radiofônica – o que não os impediu de emplacar alguns hits, de qualquer modo.

O disco mais recente da banda, “Trouble Maker”, havia saído em 2017. O trabalho chegou ao 23º lugar do The Billboard 200, principal parada dos Estados Unidos. Seis anos mais tarde – maior período sem material inédito – o grupo está de volta com “Tomorrow Never Comes”.

- Advertisement -

O décimo álbum de estúdio reafirma a credibilidade musical do quarteto formado por Tim Armstrong (vocal e guitarra), Lars Frederiksen (vocal e guitarra), Matt Freeman (baixo) e Branden Steineckert (bateria), formação estabilizada desde 2006. A produção ficou a cargo de Brett Gurewitz, guitarrista do Bad Religion e fundador da Epitaph Records, que distribui a obra.

São 16 faixas em pouco menos de 29 minutos. Apenas 6 delas ultrapassam a barreira dos 2 minutos de duração. A urgência sonora empolga, fazendo com que a audição não perca o ritmo em momento algum. Até por isso, fica difícil fazer algum destaque individual, mas não dá para deixar passar petardos como “Devil in Disguise”, “Prisoners Song” ou a quase Johnnycashiana “Hellbound Train”.

Ao contrário de outros lançamentos da banda, a influência de reggae e ska é nula em “Tomorrow Never Comes”. Mais de 30 anos após o início de suas atividades, o Rancid segue sendo uma das atrações mais interessantes de seu período. Matt Freeman segue sendo o destaque individual – sua intro em “Eddie the Butcher” é fantástica – de um grupo que compensa suas limitações com composições e melodias empolgantes.

Leia também:  Nando Reis anuncia álbum com participações de Duff McKagan, Krist Novoselic e mais

Ouça “Tomorrow Never Comes” a seguir, via Spotify.

Rancid – “Tomorrow Never Comes”

01. Tomorrow Never Comes

02. Mud, Blood, & Gold

03. Devil In Disguise

04. New American

05. The Bloody & Violent History

06. Don’t Make Me Do It

07. It’s a Road to Righteousness

08. Live Forever

09. Drop Dead Inn

10. Prisoners Song

11. Magnificent Rogue

12. One Way Ticket

13. Hellbound Train

14. Eddie the Butcher

15. Hear Us Out

16. When The Smoke Clears

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioLançamentosCom 16 músicas em menos de meia hora, Rancid se reafirma em...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades