Como os Beatles reagiram quando notaram que eram objeto de desejo das mulheres

Segundo Paul McCartney, "perseguição" das fãs era a realização de um sonho para os quatro garotos de Liverpool

Várias das cenas mais populares que remetem aos primórdios dos Beatles envolvem garotas gritando ensandecidas. Não é segredo que o Fab Four povoava os pensamentos de diversas fãs pelo mundo.

­

- Advertisement -

Em 2021, Paul McCartney lembrou à National Public Radio (transcrição do Ultimate Guitar) como a banda se sentia com o assédio.

“Eram quatro caras de Liverpool tentando arranjar namoradas e sexo. Precisamos lembrar que a Liverpool pós-Segunda Guerra Mundial não era agitada como Londres. Não havia a mesma badalação.”

Outro componente incomodava os rapazes desacostumados com os holofotes.

“Não nos considerávamos atraentes quando mais novos. Após ficarmos mais populares, víamos as garotas gritando e, para falar a verdade, curtíamos. Era a realização de todos os nossos sonhos, até porque o erotismo estava por trás de muito do que escreveríamos. Parece algo mais profundo quando, na verdade, éramos apenas jovens tentando transar, como diriam os americanos.”

Beatles e “Now and Then”

A chamada “música final” dos Beatles, “Now and Then”, foi lançada no início de novembro. A faixa foi composta e cantada por John Lennon; especula-se que em 1978, quando a banda não existia mais. Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr desenvolveram a canção na década de 1990, quando o músico já havia nos deixado.

Leia também:  A dura crítica que Mike Dirnt (Green Day) fez ao Blink-182

Em 1995, circularam rumores de que a música seria disponibilizada como um single do projeto “The Beatles Anthology” (1995) – que lançou ao público “Free as a Bird” e “Real Love”. Mais tarde, em 2007, o jornal Daily Express revelou que Paul tinha planos de soltar uma versão finalizada da canção, com uma performance de arquivo do guitarrista George Harrison, morto em 2001, além de Ringo Starr na bateria e eventuais acréscimos na letra.

A ideia foi deixada de lado no período, mas em 2021, desta vez para a The New Yorker, o eterno baixista do Fab Four confirmou o desejo de concluir a música. Ao tomar conhecimento das novas possibilidades, o músico se sentiu ainda mais encorajado a seguir em frente no trabalho.

Leia também:  Todos os filmes dos Beatles no formato cinebiografia já lançados

Como esclarecido por Paul McCartney anteriormente no X/Twitter, a inteligência artificial foi usada em “Now and Then” apenas para ajustar questões técnicas. A voz de John Lennon não foi emulada; é real.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesComo os Beatles reagiram quando notaram que eram objeto de desejo das...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades