Metallica fala pela 1ª vez sobre uso de “Master of Puppets” em “Stranger Things”

Inclusão da música na série gerou nova onda de popularidade, com direito a ficar entre as mais tocadas no Spotify

O Metallica se manifestou nesta terça-feira (5) pela primeira vez sobre a inclusão de “Master of Puppets” no episódio final da 4ª temporada de “Stranger Things”, consagrada série da Netflix. A banda já vem colhendo os frutos da exposição, com a música entrando no ranking das faixas mais ouvidas do Spotify, principal plataforma mundial de streaming, na 26ª colocação.

Diz a nota oficial:

“A maneira como os irmãos Duffer (criadores da série) incorporaram músicas em ‘Stranger Things’ sempre foi de alto nível. Sendo assim, estávamos mais do que empolgados por eles não apenas incluírem ‘Master of Puppets’ no show, mas por terem uma cena tão crucial construída em torno disso.

Estávamos todos empolgados para ver o resultado final e, quando vimos, ficamos totalmente impressionados… É tão extremamente bem feito que algumas pessoas conseguiram adivinhar a música apenas vendo alguns segundos das mãos de Joseph Quinn no trailer! Quão legal é isso?

É uma honra incrível ser uma parte tão importante da jornada de Eddie e, mais uma vez, estar fazendo companhia a todos os outros artistas incríveis apresentados no show.”

A cena com “Master of Puppets”, do Metallica

A música do Metallica é tocada na guitarra pelo personagem Eddie Munson (Joseph Quinn) para Dustin (Gaten Matarazzo) e as criaturas-morcego do Mundo Invertido. A versão veiculada no episódio conta com inserções de guitarra nos shreds feitos por Tye Trujillo, filho do baixista e membro atual do grupo Robert Trujillo.

Vale citar ainda que, em shows recentes na Europa, a banda tem colocado “Master of Puppets” como música de encerramento. Ela não ocupava essa posição no setlist desde 1997.

“Stranger Things” e Kate Bush

A nova fase de “Stranger Things” também fez outra música dos anos 1980 voltar às paradas: “Running Up That Hill”, de Kate Bush. Lançada originalmente em 1985, a faixa serviu como trilha da personagem Max (Sadie Sink).

Com o ressurgimento, atingiu o primeiro lugar dos rankings de Reino Unido, Austrália, Suécia, Suíça, Nova Zelândia, Bélgica e Irlanda, entre outros países, além de figurar no topo de listas de plataformas digitais como Spotify e iTunes. Conquistou ainda o quarto lugar dos charts dos Estados Unidos, principal mercado fonográfico mundial. Saiu-se bem até mesmo no Brasil, chegando à 21ª posição do chart local.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
19
Share