Peter Criss retorna aos palcos e canta em breve apresentação

Baterista original do Kiss interpretou três músicas lançadas em trabalhos solo durante primeira performance em 5 anos

Durante show realizado no último domingo (22) em Nova York, o baterista e vocalista Peter Criss voltou a subir ao palco após 5 anos. Ele se apresentou com a banda australiana Sisters Doll, que já havia acompanhado o músico original do Kiss em seu show de despedida no mesmo local, o Cutting Room.

O primeiro Catman cantou duas músicas do seu álbum solo de 1978: “Don’t You Let Me Down” (primeira do set) e “You Matter To Me” (terceira). Também teve espaço para “Words”, do disco “Out of Control” (1980), posicionada entre as canções citadas anteriormente.

Um vídeo do concerto pode ser visto abaixo.

Peter deve se reunir com Ace Frehley, o outro membro original atualmente fora do Kiss, durante o Creatures Fest, que ocorre entre 27, 28 e 29 de maio em Nashville, Estados Unidos. Será a primeira vez que a dupla toca junto ao vivo em mais de uma década. Outros ex-membros da banda, os guitarristas Bruce Kulick e Vinnie Vincent também estão no cast de atrações.

Sobre Peter Criss

Nascido no Brooklyn, em Nova York, George Peter John Criscuola se enveredou pelas artes desde cedo. Interessou-se por música e passou a tocar em big bands, tendo aulas com seu grande ídolo, o baterista Gene Krupa.

Envolveu-se em várias bandas nos anos 1960. A primeira a obter repercussão foi o Chelsea, que gravou um álbum em 1970. O contrato previa o segundo, mas ele acabou não sendo registrado, com o grupo se desfazendo antes. O Lips, duo com Stan Penridge, veio a seguir.

Em 1972 se juntou a Paul Stanley e Gene Simmons na formação do Kiss, que completaria seu lineup original com Ace Frehley. Permaneceu até 1980, retornando em 1996 e saindo definitivamente em 2003. Compôs e cantou “Beth”, single de maior sucesso da carreira do grupo.

Nos períodos fora da banda, lançou discos solo atirando para todos os lados musicalmente. As repercussões foram quase nulas. Ainda tentou montar o The Keep, projeto com o guitarrista Mark St. John, que não passou de demos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share