Como Dave Lombardo foi tratado pelo Metallica ao substituir Lars Ulrich em show

Baterista do Slayer tocou duas músicas com a banda durante apresentação no Download Festival em 2004; Joey Jordison também participou

Em 2004, a caminho da Inglaterra para a participação do Metallica no Download Festival, Lars Ulrich sofreu uma crise de ansiedade durante o voo e precisou ser hospitalizado. Sem baterista, a banda convidou três músicos para revezarem no posto durante a apresentação: Joey Jordison, então integrante do Slipknot; Flemming Larsen, roadie de Ulrich e Dave Lombardo, na época do Slayer

O show começou com Lombardo no banquinho da bateria, tocando “Battery” e “The Four Horseman”. Porém, ainda seria necessário tocar pelo menos mais algumas para satisfazer o público. Sendo assim, Joey Jordison assumiu o kit para outras 8 canções – além de uma breve participação do técnico de Lars, Flemming Larsen, em “Fade to Black”.

- Advertisement -

Em entrevista ao podcast Speak N’ Destroy (via Ultimate Guitar), Lombardo comentou a colaboração e relembrou como recebeu a proposta.  

“Lembro de ter sido abordado pelo empresário do Slayer, e ele disse: ‘ei Dave, temos um problema, Lars não pode fazer o show’. E eu fiquei tipo: ‘oK, o que está acontecendo?’. Perguntaram se eu estaria interessado. Não sei se ele perguntou se eu estava interessado em fazer o set ou algumas músicas, mas dei uma olhada no setlist. Não estava muito familiarizado com o material mais recente, então concordei em tocaras duas músicas de abertura.”

O músico descreveu um cenário divertido e descontraído nos bastidores. Ele destacou sua boa relação com os membros do Metallica.

“Encontrei com os caras e ficamos curtindo na sala de ensaio, camarim. Ensaiamos as duas músicas com as quais eu estava familiarizado e, logo depois, subimos ao palco. Nos divertimos muito na sala de ensaios, amo esses caras. Nunca tive problema com eles, sempre foram ótimos. Conheço o [baixista] Robert Trujilo desde os dias de Suicidal [Tendencies], já até toquei com Trujilo um cover de ‘Battery’. Sim, rolou isso. Já com o Metallica, tocamos [‘Battery’] e, é claro, ‘Four Horsemen’ também. Foi muito divertido, um momento da história.”

Leia também:  A música do Black Sabbath que quase deu nome ao Van Halen

Dave Lombardo, Metallica e Lars Ulrich

Durante a mesma entrevista ao podcast (via Ultimate Guitar), Dave Lombardo compartilhou sua opinião sobre Lars Ulrich, geralmente tão criticado enquanto baterista. Também destacou a importância do músico para a existência do Metallica e a química da banda.

“Acho Lars um bom baterista. Um bom arranjador. Sem Lars, não haveria Metallica. Você tem que dar crédito a ele pelo que faz pela banda. É muito importante ter química em uma banda. São quatro integrantes. Quando tem química, uma interação especial entre os músicos, e aí você tira um deles, não é a mesma coisa. Se você tirar Lars da equação, não será a mesma coisa. […] Seria uma personalidade diferente se outra pessoa estivesse por trás do kit.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesComo Dave Lombardo foi tratado pelo Metallica ao substituir Lars Ulrich em...
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades