“Duro de Matar” é ou não é um filme de Natal? Saiba opinião de Bruce Willis

Polêmica de fim de ano já envolveu diretor e roteirista, mas todos parecem concordar sobre a resposta final dada pelo protagonista

As festas de fim de ano trazem consigo as polêmicas de sempre, que vão desde a temida uva passa na comida até a preferência política daquele tio que serviu nas Forças Armadas quando era jovem. Uma das maiores polêmicas envolve os chamados “filmes de Natal” e o mais controverso certamente é o clássico “Duro de Matar”, que tecnicamente, faz parte da lista.

Apesar de não ser uma história sobre o Papai Noel e não envolver crianças, presentes e o clima da data diretamente, a ação do longa, com o prédio invadido por terroristas, acontece durante o feriado natalino. Decorações e elementos são vistos principalmente no fim da obra. Para complicar ainda mais, o lançamento ocorreu durante o verão americano – ou seja, na metade do ano de 1988, e não no Natal, como normalmente acontece com os longas temáticos da data.

- Advertisement -

Vários envolvidos na produção já foram perguntados sobre o tema, como o diretor John McTiernan. Sua resposta foi política, mas não esclarece muita coisa: oficialmente ele nega que “Duro de Matar” tenha sido pensado como um filme de Natal. A conversa surgiu em uma entrevista para o American Film Institute, em 2020, com transcrição do Far Out Magazine.

“Nós não tínhamos a intenção de que fosse um filme de Natal, mas alegria que veio do filme foi o que o tornou um filme de Natal.”

Antes disso, em 2017, o roteirista do longa, Steven E. de Souza, chegou a participar de uma brincadeira no Twitter ao colaborar com a hashtag #DurodeMatarÉumFilmedeNatal. Mas foi em 2018 que Bruce Willis, a grande estrela da franquia, respondeu a pergunta de uma vez por todas em entrevista ao Entertainment Weekly.

Leia também:  Filme “Coringa: Delírio a Dois” ganha mais um trailer; assista

“’Duro de Matar’ não é um filme de Natal! É uma p#rra de um filme do Bruce Willis!”

Bruce Willis e “Duro de Matar”

Natalino ou não, “Duro de Matar” é provavelmente o maior sucesso da carreira de Bruce Willis e deu origem a uma franquia de ação. A sequência “Duro de Matar 2” saiu em 1990, com um terceiro filme, “Duro de Matar – A Vingança”, saindo em 1995. A franquia foi revivida em 2007, com “Duro de Matar 4.0” e encerrada em 2013, com “Duro de Matar – Um Bom Dia Para Morrer”.

Bruce Willis, por sua vez, tem um currículo invejável e ainda é lembrado como um dos grandes nomes dos filmes de ação. Extremamente prolífico, especialmente nos últimos anos, o ator divulgou em março de 2022 que sofre de afasia, uma condição cerebral que prejudica sua fala. A doença fez com que sua carreira como ator fosse encerrada aos 67 anos de idade.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidades“Duro de Matar” é ou não é um filme de Natal? Saiba...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

1 COMENTÁRIO

  1. Pode não ser tecnicamente um filme de natal, mas Duro de Matar já faz parte das minhas tradições natalinas. Existem centenas de filmes de natal, temos alguns clássicos absolutos, mas a grande maioria são filmes extremamente ruins.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades