Foto: Magdalena Wosinska / divulgação

Foo Fighters volta a estragar protesto de extremistas religiosos, agora ao som de Bee Gees

“Vocês não deveriam estar odiando, sabe o que deveriam estar fazendo? Vocês deveriam estar dançando”, disse Dave Grohl antes de tocar “You Should Be Dancing” com a banda

A Igreja Batista de Westboro, conhecida por organizar protestos defendendo opiniões preconceituosas e especialmente homofóbicas, voltou a ser “vítima” do Foo Fighters. A banda, que já estragou (com justiça) algumas dessas manifestações, recorreu aos Bee Gees para estragar mais um show de bobagens da instituição.

Nesta sexta-feira (6), os religiosos combinaram de exibir placas com mensagens de repúdio ao próprio Foo Fighters, os chamando de satanistas, nas proximidades do Azura Amphiteatre, em Bonner Springs, no Kansas, onde a banda se apresentaria mais tarde. Contudo, os extremistas foram surpreendidos pelo próprio grupo – ou melhor, pelo Dee Gees.

Caracterizados com roupas dos anos 70, os integrantes do Foo Fighters / Dee Gees adotaram seu alter-ego discoteca e apareceram no local em um palco móvel improvisado. Após um rápido discurso do frontman Dave Grohl, traduzido abaixo, os músicos emendaram uma versão de “You Should Be Dancing”, faixa original dos Bee Gees e regravada pela banda no álbum “Hail Satin“.

“Certo, agora, senhoras e senhores, eu tenho algo a dizer. Porque… vocês querem saber? Eu amo vocês! Eu amo! O jeito que eu vejo isso é que eu amo todo mundo. Não é isso que vocês deveriam fazer? Vocês não podem apenas amar a todos? Porque eu acho que é sobre amor! É isso que eu acho, somos todos pelo amor. E vocês não deveriam estar odiando, sabe o que deveriam estar fazendo? Vocês deveriam estar dançando (you should be dancing)!”

Dave Grohl

O Foo Fighters seguiu cantando e tocando, enquanto todos observavam mais uma “trollagem” da banda com a Igreja Batista de Westboro – que, a essa altura, já deve conhecer bem os membros do grupo. Assista ao momento do discurso no player de vídeo a seguir.

Foo Fighters e a Igreja Batista de Westboro

Essa não foi a primeira vez que o Foo Fighters atrapalhou uma manifestação da Igreja Batista Westboro. Em 2011, os integrantes da banda apareceram de surpresa, se vestiram de caipiras e, em tom irônico, se apresentaram em cima de um caminhão próximo ao local de outro protesto, que tinha o mesmo teor.

Em 2015, outra sacanagem: os religiosos protestavam em frente a outro local onde a banda se apresentaria na ocasião. O grupo apareceu novamente de surpresa, em uma caminhonete, e interromperam o protesto ao som de “Never Gonna Give You Up”, de Rick Astley, em alusão à pegadinha Rickroll (quando alguém envia um link que ela diz ser relevante quanto ao assunto em questão, mas o endereço leva o usuário para o vídeo dessa música).

Enquanto os manifestantes seguravam placas com discursos de ódio, como “Deus odeia pecadores orgulhosos”, os integrantes da banda apareceram com os dizeres “Vocês foram rickrolleados” e “Mantenha isso limpo”. Um dos membros da equipe do Foo Fighters estava, ainda, com trajes bastante caricatos, como uma camiseta roxa colada e uma sunga estampada, com várias cores.

O protesto se dispersou e dezenas de pessoas se aglomeraram em volta da picape do grupo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
97
Share