Gordofobia? Por que nova “Matilda” da Netflix tem causado polêmica

Vilã será vivida por Emma Thompson, que vai aparecer usando próteses e uma “fatsuit” para deixá-la visualmente gorda

A Netflix trabalha em uma versão musical do clássico “Matilda” e algumas pessoas estão problematizando a nova versão da vilã da história, a Senhora Trunchbull. Agora a personagem será vivida por Emma Thompson, que usa uma série de próteses e enchimentos para ficar com o físico mais próximo da ex-atleta olímpica de arremesso de martelo.

Conforme destacado pelo site Screenrant, o problema visto por parte do público teria relação com a gordofobia. O motivo apontado é simples: Thompson não é uma atriz gorda.

Para diversos internautas, o fato de que a produção precisa usar recursos cênicos para retratá-la dessa forma não só reforça estereótipos e ridiculariza pessoas gordas – quase sempre mostradas como vilanescas ou alívio cômico – como também impede o acesso de artistas realmente gordas à indústria, já que uma profissional com o devido porte poderia assumir este trabalho com mais facilidade.

Emma Thompson como Agatha Trunchbull

“Matilda” em 1996

Na primeira adaptação do livro original de 1988 para o cinema, em 1996, a terrível Agatha Trunchbull foi interpretada pela atriz britânica Pam Ferris. Apesar de estar acima do peso na época, ela também usou enchimentos – as chamadas “fatsuits” – para acentuar as características físicas. Mesmo assim, o filme foi alvo de críticas na época pelo mesmo motivo.

Pam Ferris como Agatha Trunchbull

As “fatsuits” sempre são criticadas e há exemplos recentes disso. Como não lembrar de como Thor apareceu em “Vingadores: Ultimato” após a derrota dos Vingadores para Thanos em “Guerra Infinita”?

Há quem cite ainda exemplos clássicos, como a “Monica gorda” em “Friends” ou o clássico “O Professor Aloprado”, em que Eddie Murphy aparece com próteses.

A Senhora Trunchbull é de fato gorda?

“Matilda” é baseado em um livro infantil escrito por Roald Dahl, autor de outros clássicos como “A Fantástica Fábrica de Chocolates”. Ele é conhecido, entre outras coisas, por sempre fazer seus vilões com aspecto gordo, gigante ou bizarro – inclusive ligando sua aparência ao fato de serem malvados, o que se tornou um problema nos dias atuais.

No entanto, isso não se aplica necessariamente à vilã de “Matilda”. Agatha Trunchbull é descrita como uma mulher “grande e aterrorizante”, mas com uma trajetória voltada ao atletismo, tendo participado de uma Olimpíada como atleta do arremesso de martelo. Isso é um claro indicativo de seu tamanho e força física, mas em nenhum momento ela é descrita como gorda na obra original.

Nas adaptações teatrais, Trunchbull muitas vezes foi interpretada por atores homens, para enfatizar seu físico avantajado e muitas vezes desproporcional. A personagem só foi aparecer como gorda na versão cinematográfica de 1996 e a situação deve se repetir na versão da Netflix, em um trabalho sensível a críticas pela presença de Emma Thompson em uma “fatsuit”.

A nova versão de “Matilda” chega à Netflix em dezembro de 2022.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
21
Share