Foto: reprodução

Em 20 minutos e em estúdio secreto: como nasceu a música ‘Dreams’, hit do Fleetwood Mac

Assinada por Stevie Nicks, composição de maior sucesso da banda foi criada em tempo recorde em estúdio secreto de Sly Stone

‘Dreams’ é a música de maior sucesso da carreira do Fleetwood Mac. Lançada em 1977 como segundo single do álbum ‘Rumours’, a faixa chegou ao topo das paradas dos Estados Unidos e Canadá, além de ganhar certificação de ouro no país estadunidense e platina no Reino Unido.

Recentemente, ‘Dreams’ voltou às paradas e ainda elevou as vendas do álbum ‘Rumours’, mais de quatro décadas depois, graças a um meme no TikTok. Em uma filmagem que viralizou na rede, o internauta Nathan Apodaca (@420doggface208) apareceu andando de skate ao som da música enquanto bebe uma garrafa de suco em uma avenida vazia.

Um vídeo simples, mas que obteve mais de 50 milhões de visualizações em pelo menos duas plataformas e reapresentou a canção a um novo público.

As separações no Fleetwood Mac

Foto: reprodução

‘Dreams’ é uma composição da vocalista Stevie Nicks, criada dentro do contexto geral do álbum ‘Rumours’, cujas letras refletiam o contexto vivenciado pelo Fleetwood Mac durante aquele período. A banda era formada por dois casais que estavam em vias de separação: Nicks e o guitarrista e vocalista Lindsey Buckingham; o baixista John McVie e a tecladista e também cantora Christine McVie. Havia ainda o baterista Mick Fleetwood, que também passava por um divórcio.

Com exceção da música ‘The Chain’, todas as faixas de ‘Rumours’ foram compostas por um integrante separado. Stevie Nicks, por exemplo, criou ‘Dreams’, ‘I Don’t Want to Know’ e ‘Gold Dust Woman’. Já Lindsey Buckingham concebeu ‘Second Hand News’, ‘Never Going Back Again’ e ‘Go Your Own Way’. Christine McVie, por sua vez, apresentou ‘Don’t Stop’, ‘Songbird’, ‘You Make Loving Fun’ e ‘Oh Daddy’.

Ouça ‘Dreams’:

Praticamente todas essas músicas retratavam a visão de seus compositores sobre os problemas afetivos que atravessavam. Nada disso foi combinado e eles só perceberam depois que juntaram todo o material para gravar e lançar.

Embora esteja detalhando uma separação, ‘Dreams’ traz uma mensagem educada de Nicks para Buckingham. O guitarrista acabou apresentando ‘Go Your Own Way’ sobre o mesmo assunto, mas com um recado mais claro sobre o rompimento.

Ouça ‘Go Your Own Way’:

Como Stevie Nicks criou ‘Dreams’

Foto: reprodução

Com tanta coisa acontecendo em sua vida, Stevie Nicks não demorou para compor ‘Dreams’. Em recente entrevista ao site ‘Yahoo!’, a cantora disse que criou a música em apenas 20 minutos, após sentir-se inspirada ao entrar em uma “sala mágica” criada apenas para receber Sly Stone (Sly & The Family Stone) no estúdio Record Plant, nos Estados Unidos.

Stevie Nicks sobre o estúdio secreto de Sly Stone:

“Estávamos quase acabando o álbum, com 12 demos. Todos trabalhavam em outras coisas e eu tive essa ideia. Fiquei vagando pelo estúdio, procurando um lugar onde eu poderia trabalhar com meu Fender Rhodes, minhas letras e um gravador. Um cara que eu nem conhecia perguntou se eu procurava algum lugar para tocar, eu disse que sim, daí ele disse: ‘ok, você nunca poderá contar a ninguém, mas tenho um lugar’. E eu: ‘meu Deus, uma sala mágica… ok’.

Ele seguiu por um corredor e abriu um estúdio completo que nenhum de nós sabia que existia – e estávamos lá fazia 3 meses! Era um estúdio gigante com uma forma circular, como um farol, com teclados em todo o entorno, descendo como uma espécie de túnel. Havia uma cama circular em meia-lua nas cores preta e vermelha. Soa extravagante, mas era lindo. Eu perguntei o que era aquilo e ele falou: ‘é o estúdio de Sly Stone’.”

Não demorou até que Stevie Nicks se sentisse ainda mais inspirada. Ela, que já tinha a ideia de ‘Dreams’ na cabeça, finalizou a música em 20 minutos, deitada na cama do estúdio. “Pensei comigo mesma: ‘obrigada, Sly Stone e espíritos de Sly Stone e toda sua banda’. Voltei ao nosso estúdio e pedi para que ouvissem o que eu havia feito. Toquei uma pequena gravação de ‘Dreams’ e gravamos a música naquela noite”, afirmou.

Embora a música tenha sido gravada naquela mesma noite, apenas a bateria e os vocais de Nicks foram mantidos no registro final. As partes de guitarra, baixo e outros instrumentos e vozes foram inseridas no Wally Heider Recording Studio, em Los Angeles.

De início, colegas não curtiram

Foto: reprodução

Em outra entrevista, ao site ‘Blender’, no ano de 2006, Stevie admitiu que os colegas de Fleetwood Mac não gostaram tanto da música inicialmente. “Eles não curtiram tanto, mas eu insisti para que pelo menos tentassem gravar, pois a forma como eu toco instrumentos às vezes… você precisa ouvir para ter noção”, disse, destacando que não é exatamente uma instrumentista de muita técnica.

Ouça a demo de ‘Dreams’:

Christine McVie, em especial, não gostou da música quando a ouviu na versão de Stevie Nicks. Ela definia a canção com “chata”, por ter apenas três acordes e uma nota na mão esquerda do teclado. Lindsey Buckingham, o ex de Stevie, foi creditado como o “salvador” da canção, pois ele conseguiu criar três novas partes para a faixa a partir de acordes idênticos. “Ele fez cada seção soar totalmente diferente, mesmo com acordes iguais. Ele criou a impressão de que havia um fio percorrendo a coisa toda”, contou Christine, também ao ‘Blender’.

Stevie, no fim das contas, fez bem em insistir na presença de ‘Dreams’ no repertório de ‘Rumours’. Além do single ter emplacado (e voltado às paradas após o meme de TikTok), o álbum, como um todo, foi um enorme sucesso. Chegou ao topo das paradas de pelo menos seis países, incluindo Estados Unidos e Reino Unido, e já vendeu mais de 25 milhões de cópias no mundo todo, sendo um dos discos mais comercializados da história da música.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share