Foto: John McMurtrie / divulgação

Bruce Dickinson revela os seis vocalistas que mais o inspiraram

Ian Gillan, Paul Rodgers e Ronnie James Dio estão entre as maiores referências do cantor do Iron Maiden

Dono de uma das principais vozes do metal, Bruce Dickinson revelou quem são suas referências vocais. Em entrevista à Metal Hammer no ano de 2016, ao ser perguntado sobre a influência vocal de Ian Gillan (Deep Purple) em sua vida, o vocalista do Iron Maiden trouxe à tona os nomes dos seis músicos que serviram de exemplo no início de sua carreira. 

“Ian foi meu grande herói vocal. Tinha o Ian Gillan, Arthur Brown, Ian Anderson do Jethro Tull e, surpreendentemente, um sujeito chamado Peter Hammil do Van Der Graaf Generator. Eles estão na mesma área de vozes – todos tinham um tipo tenor, algo de barítono em suas vozes.”

Para completar a lista, Dickinson citou mais dois gigantes: Paul Rodgers, do Free e Bad Company, e Ronnie James Dio, especialmente nos tempos de Rainbow.

“Eu achava Paul Rodgers era simplesmente impressionante, nem tentei copiar seu fraseado porque achei que você simplesmente não poderia, porque ele é tão bom. Aos 15 ou 16 anos eu descobri Ronnie Dio no ‘The Butterfly Ball’ [um álbum conceitual de 1974, produzido por Roger Glover]. Ouvi aquilo no rádio em algum lugar e pensei ‘Quem é esse cantor? Uau, que voz!’ Depois, claro, o Rainbow lançou ‘Rising’ [em 1976], ouvi aquilo e foi tipo: ‘Uau, tenho que ir atrás desse cara porque ele consegue mesmo cantar e de uma forma realmente diferente da dos outros caras.”

Os heróis musicais de Bruce Dickinson

Bruce ainda comentou como as décadas de carreira na música mudaram a forma que vê seus heróis.

“Quando você tem 21 ou 22 anos e seu ídolo está na casa dos 30, é como: ‘oi, pai’. Quando você chega aos 35 e eles têm 50 e poucos anos, não é mais ‘oi, pai’, é como: ‘como você está?’ Acho que quando você está nesta área por tempo suficiente, fez alguns álbuns e algumas turnês mundiais e tudo mais, você compartilha tantas experiências em comum em termos de como é a vida como músico. Ian e esses caras podem contar várias histórias e eu simplesmente ficava acordado a noite toda e nunca me cansava de ouvi-los.”

A relação com Ian Gillan

Em 2021, ao conversar com o programa The Rock Show With Johnnie Walker, da BBC, Bruce Dickinson revelou que Ian Gillan é seu “deus do rock”. O vocalista ainda contou como foi conhecer seu ídolo.

“Gravamos um álbum no estúdio de Ian Gillan. Fomos todos para um pub e eu tomei alguns pints. Entra então meu deus, Ian Gillan, e ele diz: ‘ei, que grande vocalista, quem é o cantor?’. Naquele momento, eu senti uma repentina vontade de vomitar. Saí correndo da sala e vomitei por uns 45 minutos no banheiro. Entra então meu ídolo, chuta a porta e diz: ‘vamos lá, cara, saia daí, vamos te limpar com uma toalha’. Ele me colocou em um táxi e me mandou para casa. Eu nunca esqueci isso – e ele também nunca me deixa esquecer.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
  1. Cada um tem a sua época de influência e ídolos, essa é a verdade!!!! O metal foi sendo criado sem querer por esses ¨caras¨ , em que Bruce teve a sua educação roqueira sendo feita!!!! Valeu!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
70
Share