Elvis Presley não era racista, garante ex-esposa Priscilla

Polêmica foi acesa novamente após nome do astro voltar a ficar em voga com a biografia cinematográfica “Elvis”

Priscilla Presley, ex-esposa de Elvis Presley, voltou a tocar em um tema que regressou à tona graças a “Elvis”, filme dirigido por Baz Luhrmann e estrelado por Austin Butler: o suposto racismo do autoproclamado rei do rock.

Em entrevista ao programa de TV Piers Morgan Uncensored, reproduzido no Reino Unido, Estados Unidos e Austrália, Priscilla negou qualquer discriminação racial por parte de Elvis. Conforme transcrito pelo IndieWire, ela declarou:

“Isso foi dito por muito tempo. Ele nunca foi racista. Tinha amigos negros, assim como de todas as origens. Adorava a música e estilo deles. Estava sempre rodeado de músicos negros.”

Priscilla citou Fats Domino e Sammy Davis Jr como dois exemplos de o quanto Elvis prezava pela amizade dos negros.

“Elvis jamais foi preconceituoso. É assustador ficar procurando algo no passado de alguém para que essa pessoa seja exposta. Vivemos uma época pavorosa.”

Elvis Presley na era do cancelamento

Piers Morgan aproveitou o tópico para questionar Priscilla Presley sobre como ela acha que seu ex-marido viveria na era da cultura do cancelamento.

“Penso nisso bastante. Acho que ele teria ido até a Casa Branca e perguntado ao presidente o que houve com a liberdade. É um período muito perigoso o que vivemos.”

Priscilla e Elvis se divorciaram em 1972, após 6 anos de união conjugal. Tiveram uma filha, Lisa-Marie Presley.

Na primeira semana em cartaz nos cinemas americanos, “Elvis” faturou US$ 30,5 milhões de bilheteria. O lançamento do filme no Brasil ocorreu em 14 de julho. A distribuição é da Warner Pictures.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share