King Crimson em show em Tóquio, Japão, em 2021
Foto: Tony Levin

King Crimson pode ter feito o último show da carreira, revela Tony Levin

Baixista falou em seu blog sobre possível despedida dos palcos; tweet enigmático em perfil da banda corrobora tese

O King Crimson pode ter feito, na última quarta-feira (8), o show final de sua carreira. A apresentação foi a segunda de duas noites em sequência no Bunkamura Orchard Hall, em Tóquio, no Japão.

Em seu blog, o baixista Tony Levin, que costuma publicar artigos com bastidores dos shows, declarou: “É a segunda noite no Bunkamura Orchard Hall. O show desta noite é o final da turnê e possivelmente o show final do King Crimson”.

Uma postagem enigmática no Twitter oficial da banda corrobora essa tese. “Um momento significativo em que o King Crimson ‘mudou do som para o silêncio’ hoje no Japão”, disse a banda, referindo-se ao show em Tóquio.

Nenhum anúncio definitivo foi feito pelos músicos ou pelo grupo.

King Crimson na atualidade

Na ativa desde 1968, o King Crimson passou por uma série de hiatos ao longo de sua trajetória, mas a formação do retorno mais recente, em 2013, é a mais duradoura. Por outro lado, o line-up não gravou nenhum álbum e tem focado apenas na realização de turnês pelo mundo.

A banda conta com Robert Fripp na guitarra, Mel Collins no saxofone e flauta, Tony Levin no baixo, Pat Mastelotto e Gavin Harrison na bateria, Jakko Jakszyk no vocal e Jeremy Stacey na bateria.

A única passagem do grupo pelo Brasil ocorreu em 2019, para uma apresentação no festival Rock in Rio e outra, solo, no Espaço das Américas de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
29
Share