Vozeirão feminino é o destaque de Cilver em “Not The End Of The World”

Resenha: Cilver – “Not The End Of The World” [2016]

Ouve-se falar da vocalista Uliana Preotu e do guitarrista Leon Lyazidi desde 2014, quando lançaram, sob a alcunha Me Talk Pretty, um EP intitulado “In My Head”. Agora, com uma banda chamada Cilver, o resultado do trabalho desses miscigenados novaiorquinos superou as expectativas.

“Not The End Of The World” mostra que é possível fugir do óbvio no hard rock. Dá para ser pesado e melódico ao mesmo tempo, assim como, quando bem trabalhados, vocais femininos conseguem impor um groove mesmo quando o acompanhamento é composto por riffs densos. O vozeirão de Uliana Preotu, aliás, merece ser mencionado à parte: ela canta demais.

Em 11 músicas, “Not The End Of The World” passeia entre o hard, o metal e o alternativo com facilidade. Isso acontece, especialmente, porque as composições são boas. Há rock chiclete com “Break Free” e “I’m America”, pegada contemporânea em “Headstone” e “Razorblade”, groove em “Afterlife” e “In My Head” e momentos mais lentos em “Frozen” e “Bleed For You”. Tudo muito bem equilibrado e com a cara da banda.

Existem, é claro, elementos a serem melhorados. Mas para uma estreia, “Not The End Of The World” resume a identidade do Cilver e traz algum frescor para um cenário saturado.

Nota 8

Uliana Preotu (vocal)
Leon Lyazidi (guitarra)
Ramsey Modiri (guitarra)
Josh Pillbox (baixo)
Michael Ostuni (bateria)

01. Break Free
02. I’m America
03. Headstone
04. Razorblade
05. Afterlife
06. Frozen
07. It’s My Life
08. Bleed For You
09. In My Head
10. Behind These Eyes
11. Not Afraid

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share