Ozzy Osbourne confirma que Zakk Wylde toca em todas as músicas do novo álbum

Guitarrista fixo da banda do Madman havia ficado de fora de trabalhos anteriores

Após ter ficado de fora dos discos mais recentes de Ozzy Osbourne, Zakk Wylde se reuniu com o patrão e compadre para o novo trabalho. A informação foi confirmada pelo próprio Madman – ou ao menos alguém que lhe representa em seu canal oficial do YouTube.

Uma pergunta sobre o assunto foi feito pela página do podcast Diary of the Madmen na seção de comentários do videoclipe da nova versão de “Hellraiser”, mashup com Lemmy Kilmister lançado para celebrar os 30 anos do álbum “No More Tears”. O perfil de Ozzy respondeu:

“Sim, Zakk toca em todo o disco. Ele estava em casa, ao contrário do que aconteceu enquanto eu gravava ‘Ordinary Man’ e ele estava em turnê.”

Em declaração anterior à Classic Rock Magazine, Zakk Wylde comentou sua ausência do disco lançado por Ozzy Osbourne em 2020.

“Não fiquei decepcionado. Andrew (Watt, produtor e guitarrista) ofereceu uma grande performance. É uma parceria deles. Ozzy já havia me dito uma vez que não gostaria de ser o vocalista do Black Label Society. Não preciso estar envolvido em tudo que ele faz. Quando precisarem, estarei sempre disponível, mesmo que seja para dar comida aos cachorros.”

Após ser confirmado ao lado de Jeff Beck, Eric Clapton e Tony Iommi no álbum, Zakk deu uma declaração empolgada ao Music Radar.

“É uma honra tocar a guitarra base para todos os meus heróis. As músicas estão ficando incríveis e me sinto muito honrado com a oportunidade.”

Mais sobre o novo álbum de Ozzy Osbourne

Ainda sem título ou data de lançamento prevista, o novo álbum de Ozzy Osbourne sucederá “Ordinary Man“, lançado em 2020. Para o trabalho anterior, o Madman também trouxe uma série de convidados.

Além da banda fixa formada por Andrew Watt na guitarra e produção, Duff McKagan no baixo e Chad Smith na bateria, nomes como os guitarristas Slash e Tom Morello, o rapper Post Malone e o cantor e pianista Elton John colaboraram com o registro.

Em entrevista anterior à Metal Hammer, Ozzy revelou que seguiu trabalhando com músicas novas ao lado de Andrew Watt após o disco anterior.

“Já fiz 15 faixas. Tem me mantido vivo, sabe. Nesses últimos dois anos, tenho estado em uma situação terrível entre o acidente e depois a pandemia. Isso tem me mantido são, tenho necessitado de música. Eu tenho sofrido um pouco, mas devagar, com certeza, estamos chegando lá.”

À revista Guitar World, no fim de 2020, Andrew Watt revelou os nomes de alguns convidados para esse novo trabalho.

“Há vários nomes envolvidos. Não posso garantir todos, mas gravei várias bases com Chad Smith e Robert Trujillo, que tocava na banda de Ozzy. Taylor Hawkins veio e também gravou algumas coisas, o que remeteu ao som do Ozzy nos anos 80.”

Musicalmente, o guitarrista e produtor antecipou alguns detalhes do novo álbum. Ele revelou que, apesar das gravações não terem sido concluídas até o momento, as músicas desse trabalho devem ser mais longas que as de ‘Ordinary Man’.

“Estamos investindo mais tempo para criar as músicas. Há algumas faixas que têm 8 ou 9 minutos de duração, com algumas jornadas insanas. Estou muito empolgado. Dessa vez, foi difícil, com a Covid e tudo que fizemos para manter Ozzy seguro. Fazemos testes todos os dias antes de trabalharmos. E gravamos apenas eu, Ozzy e o meu engenheiro de som. Está demorando mais dessa vez, mas é legal, pois o disco anterior tinha sido um rápido caso de paixão.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
3
Share