Ozzy Osbourne revela já ter 15 músicas gravadas para seu próximo álbum

Ozzy Osbourne está “trancado” em casa há 3 anos, não só pela pandemia, mas por problemas de saúde. Ele, que tem passado o tempo produzindo músicas novas, revelou ter 15 canções gravadas para seu próximo álbum.

O mundo enfrenta o segundo ano de pandemia, mas Ozzy Osbourne encara o terceiro ano seguido “trancado” em casa, devido aos problemas de saúde sofridos antes da chegada da Covid-19. Para o deleite dos fãs, o Madman tem passado o tempo fazendo o que sabe fazer de melhor: música.

Em 2020, o vocalista lançou o álbum “Ordinary Man” com uma banda de apoio bem diferente, que trouxe Andrew Watt na guitarra e produção, Duff McKagan no baixo e Chad Smith na bateria. Feliz com o resultado, ele começou a trabalhar em mais um disco – e revelou, agora, que já tem 15 músicas gravadas para esse trabalho.

A confirmação e o número de músicas veio através do próprio Ozzy, que falou sobre o assunto com a revista britânica Metal Hammer. Ele lamentou a situação que todo o mundo está enfrentando, porém, garantiu que segue firme trabalhando com Andrew Watt, até mesmo por uma questão de necessidade.

“Já fiz 15 faixas. Tem me mantido vivo, sabe. Nesses últimos dois anos, tenho estado em uma situação terrível entre o acidente e depois a pandemia. Isso tem me mantido são, tenho necessitado de música.”

Sobre as gravações, Ozzy parece ter pressa, mas diz que está totalmente focado. Assim como aconteceu no trabalho anterior, o Madman vai ter músicos atuando como convidados – alguns novos, outros retornando de “Ordinary Man”.

“Eu tenho sofrido um pouco, mas devagar, com certeza, estamos chegando lá. Minha única preocupação é terminar a maldita coisa. Nós temos o mesmo tempo de produção da última vez, então definitivamente haverá algumas similaridades. Mas vocês terão que esperar e ver o que acham.”

1 comentário
  1. que alegria enorme ver nosso amado madman tão ativo e, apesar de ter achado “ordinary man” pouquissimo inspirado e o pior album de sua discografia, até pela falta de talento palpável e comprovável do produtor/parceiro musical que ele se uniu, esses detalhes se tornam menos relevantes nesse estágio da carreira de um ícone como ele que, antes de tudo, temos que tentar aproveitar ao máximo ainda estar produtivo e torcer pela qualidade de seus trabalhos atuais até porque sua marca e seu legado na historia da arte musical já está escrito e eternizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share