Por que bandas como Metallica e AC/DC cobram ingressos tão caros, segundo Lips

Vocalista e guitarrista do Anvil deixou claro que os artistas não são os únicos responsáveis

Quem assistiu ao filme “This is Anvil” (2008) pôde acompanhar a luta do vocalista e guitarrista Steve “Lips” Kudlow (ao centro da imagem) tentando lidar com o lado dos negócios.

­

- Advertisement -

A situação escalonou ao ponto de ele ter que segurar um suposto promotor de shows pelo cangote. Também é possível ver o músico falando em vários momentos sobre como a indústria o roubava, assim como a outros artistas.

Durante recente entrevista ao The Metal Voice (transcrita pelo Ultimate Guitar), o frontman canadense abordou outro assunto interligado que incomoda os fãs: o alto preço dos ingressos para shows, especialmente de bandas gigantes. Ele deixou claro não considerar que os grupos sejam os únicos culpados na situação.

“Eu poderia me importar mais com isso se a gravadora ainda estivesse me dando dinheiro. Mas hoje ganho tudo com merchandising e tocando ao vivo. É assim que você faz. É a única maneira atualmente. Isso inclui as maiores bandas do mundo. Por que você acha que o Metallica cria lojas pop-up nos locais onde toca? É para que eles podem vender seus produtos antes do show – porque no show é o dobro do preço, já que eles têm que dividir toda a receita com o promotor.”

Lips ainda usou o alto custo logístico como entrave para uma política menos predatória na venda de entradas.

“Agora, digamos que estejam contratando o Metallica. Custa um milhão de dólares ao promotor só por uma noite. Também custa à banda outro milhão de dólares para fazer o show. Eles têm cerca de 180 roadies, vários caminhões e ainda leva 24 horas para montar o palco. Então, sim, sem brincadeira, é preciso muito dinheiro. É assim que funciona.

Ou com o AC/DC, eles fazem os chifrinhos como os de Angus e vendem por 15-20 dólares. Custa 50 centavos para fabricar. Praticamente qualquer pessoa que entra naquele show compra um par e eles ganham todo o dinheiro com a mercadoria. Assim, saem com algumas centenas de milhares de dólares cada.”

Steve finaliza com outra razão para os preços exorbitantes.

“Há apólices de seguro que esses caras têm que pagar apenas para fazer um show. Não se trata de cancelamentos. É sobre se algo acontecer com alguém naquela multidão por qualquer motivo. A banda pode se tornar responsável. Então, é preciso pagar uma fortuna em seguros. As pessoas estão se perguntando por que um ingresso custa US$ 200-300. Bem, aí está o motivo. É muita gente trabalhando para fazer acontecer.”

Anvil atualmente

Com preços bem mais módicos, o Anvil segue na estrada divulgando seu álbum mais recente. “Impact is Imminent” foi lançado ano passado.

Leia também:  O que Serj Tankian pensa sobre perder fãs devido a seu posicionamento político

Caso mantenha a tradição de disponibilizar um disco a cada dois anos, em 2024 sai mais um.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que bandas como Metallica e AC/DC cobram ingressos tão caros, segundo...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente ele tem razão. Como atualmente, não se vendem mais discos como antes, embora ainda sejam lançados álbuns de estúdio, o faturamento das bandas ocorre nas turnês.
    Apesar disso, creio que é inviável cobrar no Brasil, o mesmo preço cobrado nos USA e Europa.
    Este seria, por exemplo, um motivo do por quê, aquele tal ‘rapper’ Drake evita tocar no pais.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades