Em vídeo a Jão, Digão nega ter falado mal do Ratos de Porão

Líder do Raimundos diz ter apenas rebatido fala do vocalista do Ratos, João Gordo: "fico triste que você tenha falado que vai me bater"

Em suas redes sociais, Digão publicou um vídeo em resposta a outro conteúdo divulgado por Jão. Na filmagem anterior, postada na manhã deste sábado (1º), o guitarrista do Ratos de Porão convidou o líder do Raimundos para resolver as diferenças entre as bandas “na porrada”.

Agora, Digão negou ter falado mal do Ratos de Porão e disse ter se posicionado após críticas feitas por João Gordo, vocalista do Ratos. Conforme transcrito por IgorMiranda.com.br, ele afirmou:

“Eu não falei mal do Ratos, tá? Você entendeu errado. Só rebati uma fala do seu companheiro de banda que, infelizmente, já tem um tempo que ele está me atacando e eu, velho, não tenho sangue de barata e vou rebater mesmo. (A fala) É onde ele fala que não existe roqueiro de direita, enfim, que roqueiro de verdade é só de esquerda. Acho isso uma babaquice porque o rock é plural, ele pode ser o que ele quiser. Não tem essa. Não tem rótulo. E você sabe muito bem disso. Isso ofende a história do rock mundial, do punk rock mundial. Inclusive, a banda ícone do punk rock, que é o Ramones, o Johnny Ramone é totalmente de direita. Graças a isso existem as diferenças e e a gente evolui com isso.”

- Advertisement -

Em seguida, o músico do Raimundos afirma que toda a confusão foi gerada em torno de uma resposta que ele deu a um comentário de um internauta.

“Só rebati um cara que estava repetindo as baboseiras que o seu parceiro fala. Falando que ‘o rock é contra o sistema, não sei o quê’. Eu falei: ‘velho, o mundo mudou’. Falei com essas palavras. ‘O Ratos, que antes se intitulava crucificados pelo sistema, hoje vocês apoiam esquerda, então vocês apoiam o sistema’. E tudo bem, não tem problema isso. Cada um com seu cada um. Mas a partir do momento que o seu parceiro me ataca, me ofende, me chama de filho da p#ta porque não vou votar no Lula, aí está errado velho. Não dá.”

Digão lamentou as falas recentes de Jão e lembrou que o guitarrista do Ratos de Porão prestou apoio a ele, em 2020, após as críticas por definir a situação de pandemia a uma “amostra grátis de comunismo”.

“Fico triste porque você sabe que eu tenho consideração por você. Ali na pandemia, quando me ‘cancelaram’ lá por causa do negócio de ‘amostra grátis do comunismo’, você me acolheu. Tenho muita consideração. Não falei isso pra te atingir ou qualquer coisa. Só falei uma verdade. Sempre respeitei o posicionamento de vocês. Vocês xingam o Bolsonaro, f#da-se meu irmão. Eu xingo o Lula, f#da-se. Agora, a partir do momento que vem me atacar, pra quê? Pra que isso?”

Por fim, o frontman do Raimundos disse que irá se defender caso seja atacado fisicamente, mas afirmou gostar de Jão.

“Fico triste que você tenha falado que vai me bater. Se eu tiver que me defender, eu vou me defender. Quero que isso fique bem claro. Se a gente tiver que chegar nesse ponto, tudo bem. Estou aqui. Não vou correr da raia. Mas eu gosto de você. Queria que você soubesse disso. Desejo paz pra você.”

Confira abaixo.

https://www.instagram.com/p/CjL0–LgPGh/

O comentário de Digão

Uma captura de tela divulgada por João Gordo recentemente mostra o comentário citado por Digão que teria envolvido todo o Ratos de Porão na briga. Na ocasião, o vocalista e guitarrista do Raimundos disse a um internauta:

“Tá rotulando o pensamento roqueiro agora!? O mundo mudou amigo, antes o povo era unido contra o sistema, vide o Ratos nos anos 80 ‘Cruscificados (sic) pelo Sistema’ e hoje são fervorosos apoiadores do maior bandido político da história brasileira, MTST, enfim! Sou obrigado a escolher um lado e jamais vou estar ao lado de bandido condenado mau caráter!”

https://www.instagram.com/p/CiQznpKrj1Y/

O vídeo anterior de Jão

Leia também:  Nandi Bushell participa de show de Tom Morello no Download Festival

Em seu post, Jão faz referência a diversas postagens onde Digão e João Gordo se provocaram. Os dois tem trocado críticas públicas nos últimos anos e, segundo o guitarrista, os comentários do frontman do Raimundos têm se estendido ao Ratos.

Conforme transcrito por IgorMiranda.com.br, Jão declarou inicialmente:

“Parece que o Digão do Raimundos, na sua falta de inspiração musical – se é que algum dia teve alguma -, o jeito que ele descolou pra aparecer é ficar atacando a minha banda e meus companheiros de banda. Então, vou te avisar. Sei que vai chegar até você porque eu não te sigo aqui – aliás, fascista a gente não segue, a gente persegue. Lave a boca com sabão para falar da minha banda.”

Em seguida, o integrante do Ratos de Porão fez o inusitado convite:

“São mais de quarenta anos de história para vir um b#sta como você ficar querendo difamar a minha banda. Estou aqui publicamente te fazendo um desafio. Vamos nós dois num ringue e sair na porrada. Vamos ver se você se garante, se é tudo isso mesmo que é na internet.

Se não quiser sair na porrada e quiser fazer um duelo igual filme de bangue-bangue antigo, a gente faz também, porque você é bolsominion, né? Você deve ter alguma arma aí. Para nós é sem terror, aqui é Ratos de Porão, viu, malandro? Aqui é criado nas ruas de São Paulo. A gente nunca teve chofer ou babá, então lave a boca com sabão pra ficar falando da minha banda.”

Por fim, foi mencionada até mesmo uma ocasião em que Digão teria estado no mesmo local que integrantes do Ratos de Porão.

“Outro dia me trombou lá, trombou o Gordo num rolê aí e ficou com o c# na mão, né? Hominho do car#lho de internet. É isso que você é. […] Paciência acabou, meu irmão. Respeito é bom e todo mundo gosta. […] Se você quer ver o oco, é só abrir a sua cabeça no meio você vai ver, otário.”

Veja a seguir.

https://www.instagram.com/p/CjK5KnzrCZi/

João Gordo, Ratos de Porão e Digão

Nos últimos tempos, João Gordo e Digão se envolveram em outras discussões nas redes sociais. Em 2021, quando foi chamado de “roqueiro reaça” durante entrevista por Pe Lu, ex-integrante do Restart, o líder do Raimundos rebateu não apenas ele, como também outros músicos que já o criticaram, como Lucas Silveira (Fresno) e o próprio Gordo.

O caso gerou tensão interna no Raimundos a ponto do baixista Canisso dizer que o colega estava “surtando” em meio à pandemia”, “brigando com metade da cena” e “chamando até o João Gordo de pela-saco”. Ao Flow Podcast, Gordo alegou que “não há treta” com o frontman do Raimundos.

“Não tem treta com o Digão. Não tem. Nunca fui muito com a cara dele, para falar a verdade. Tirei um pelo porque o cara do Restart (Pe Lu) tirou um pelo dele, falou que ele era reaça. […] E faz um tempo que ele vem dando umas declarações negacionistas.”

Ao Uol, o vocalista do Ratos de Porão afirmou que apoiará Lula nas eleições, depois de votar nulo várias vezes, para o atual presidente, Jair Bolsonaro, “não ganhar de novo”. Para o mesmo portal, Digão afirmou que não é bolsonarista, mas alegou que pode votar nele. “Eu vou lá e vou votar em quem eu acho menos pior. Se o Bolsonaro é o único que tem, então, vou ter que votar nele”, comentou.

Mais recentemente, João Gordo e Digão voltaram a se provocar nas redes sociais. O vocalista do Ratos de Porão comparou o líder do Raimundos ao personagem Rei Tut – vilão do Batman crente em ser um faraó do Egito Antigo – após o músico ter dito que o Ratos de Porão antes era “contra o sistema” e “hoje são fervorosos apoiadores do maior bandido político da história brasileira, MTST”.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasEm vídeo a Jão, Digão nega ter falado mal do Ratos de...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

1 COMENTÁRIO

  1. Quem diria, hein?! Digão apoiando o asno supremo GENOCIDA, CORNO, NOIVINHA do ARISTIDES, TCHUTCHUCA do CENTRÃO e IMBROXÁVEL! Mas tudo bem, pode apoiar, foda-se! Só que antes, tem a brigação de provar as acusações que vomita. O ônus da prova é dele!

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades