Oliver Sykes garante ter virado brasileiro: “tenho conta no Mercado Livre”

Vocalista do Bring Me The Horizon mantém um relacionamento com a modelo e artista brasileira Alissa Salls desde 2016, o que o aproximou do país

Desde que iniciou um relacionamento com a modelo e artista brasileira Alissa Salls em 2016, Oliver Sykes criou uma conexão própria com o Brasil. Por conta da esposa, o vocalista do Bring Me the Horizon aprendeu um pouco de português, comprou uma casa no litoral de São Paulo — onde passa boa parte do tempo —, adotou costumes típicos e tirou um CPF. 

­

- Advertisement -

Conversando recentemente com o Uol Splash, o próprio cantor descreveu-se como “totalmente brasileiro”. Ao jornalista Gustavo Brigatti, revelou que é muito fã da culinária do país e que até criou uma conta no Mercado Livre — embora a empresa de comércio eletrônico, em operação por aqui desde 1999, tenha sido fundada na Argentina e mantenha sede no Uruguai.

Ele disse:

“Eu estou quase me sentindo totalmente brasileiro. Tenho uma conta no Mercado Livre, um número de CPF, mandioca é um dos meus pratos favoritos e como arroz com feijão diariamente.”

Ele aproveitou a oportunidade para mencionar o receio que sentiu quando, no mês passado, sua banda anunciou um show no Allianz Parque. No dia 30 de novembro, o BMTH realizará a maior apresentação solo de sua carreira no estádio paulista, acompanhado das bandas convidadas Motionless in White, Spiritbox e The Plot in You.

Para o frontman, era impossível que vendessem uma quantidade grande de ingressos. Na passagem mais recente em 2022, além de participarem da primeira edição do festival Knotfest Brasil, tocaram separadamente na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, e num Vibra São Paulo esgotado – porém com capacidade muito menor, para cerca de 7 mil pessoas.

Por isso, o britânico ficou surpreso com a repercussão. De acordo com o Tenho Mais Discos Que Amigos, a produtora 30e confirmou que mais de 30 mil entradas já foram comercializadas.

Ele declarou:

“Eu sei que temos muitos fãs no Brasil, consigo sentir isso, mas, ao mesmo tempo, no nosso último show aqui, tocamos para 4 mil pessoas. Então, o próximo passo seria para 40 mil pessoas, quer dizer, qual a chance? Nunca tocamos num estádio e vamos fazer isso pela primeira vez no Brasil, que é onde eu moro. Tipo, depois do show eu vou voltar pra minha casa, é simplesmente incrível.”

Leia também:  Bon Jovi lançou “Crush” há 24 anos; veja outros fatos da música em 13 de junho

Oliver Sykes e o Brasil

No ano passado, Oliver Sykes exibiu no Instagram seu documento nacional. No caso dele, nascido na Inglaterra, o “RG” é a Carteira de Registro Nacional Migratório (RNM), obrigatório para qualquer estrangeiro que deseja viver no Brasil por tempo determinado ou indeterminado.

Como mencionado, em 2021, ele já havia adquirido um CPF e também postou a comemoração nas redes pelo fato de ser oficialmente brasileiro. Para completar, no mesmo ano, abriu uma loja de roupas em parceria com a esposa especialmente para os fãs locais, chamada Lobo Bobo.

Ainda, durante o mencionado show no Vibra São Paulo, o Bring Me The Horizon chamou a drag queen Pabllo Vittar para uma participação especial. Juntos, executaram “Antivist”, faixa do “Sempiternal” (2013). Antes mesmo, o vocalista e Pabllo já se seguiam no Instagram e trocavam interações.

Bring Me The Horizon atualmente

Após um adiamento de quase um ano, o Bring Me the Horizon enfim lançará seu próximo trabalho de estúdio. “Post Human: NeX GEn” chega a público através das plataformas digitais nesta sexta-feira (24). Ao que tudo indica, serão 16 faixas – seis canções a mais do que a banda inicialmente planejava.

O novo trabalho faz parte de uma série de quatro projetos iniciada em 2020, com o álbum “Post Human: Horror Survival”. Nele, a banda – formada pelo vocalista Oliver Sykes, o guitarrista Lee Malia, o baixista Matt Kean e o baterista Matt Nicholls – busca uma abordagem mais experimental e colaborativa, explorando uma variedade de gêneros musicais. O trabalho chegou ao primeiro lugar nas paradas do Reino Unido.

Também em 2023, no mês de dezembro, o grupo anunciou a saída de Jordan Fish. Também produtor, o tecladista estava na formação desde 2012. Sua entrada, ocorrida na criação do álbum “Sempiternal” (2013), ficou marcada pela mudança de sonoridade – que passou a incorporar variadas influências, como elementos do eletrônico.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasOliver Sykes garante ter virado brasileiro: “tenho conta no Mercado Livre”
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades