A música do Rush feita com inspiração no Kiss

Por mais que pareçam diferentes, bandas chegaram a fazer turnê em parceria nos anos 70, o que rendeu boa amizade

Apesar de musicalmente diferentes, Rush e Kiss desenvolveram uma forte amizade nos anos 1970. Especialmente porque a banda americana apadrinhou o trio canadense em sua primeira grande turnê.

As viagens geraram um relacionamento cordial, especialmente entre os bateristas, já que Peter Criss foi aluno do grande ídolo de Neil Peart, o lendário músico de jazz Gene Krupa.

A convivência fez até mesmo com que a inspiração para uma música surgisse. Mesmo não sendo tocada ao vivo à época, “Goin’ Blind” serviu de influência para “I Think I’m Going Bald”. A primeira está em “Hotter than Hell” (1974), segundo disco dos mascarados de Nova York. A seguinte faz parte de “Caress of Steel” (1975), terceiro trabalho do Rush.

Durante o documentário Beyond The Lighted Stage, o baixista e vocalista Geddy Lee falou sobre a homenagem aos amigos. A transcrição é do site Far Out Magazine.

“Estávamos excursionando bastante com o Kiss à época e eles tinham essa música ‘I think I’m goin blind’. Ficávamos tirando sarro deles. Ao mesmo tempo, Alex (Lifeson, guitarrista) tinha medo de ficar careca, o que motivou Neil a escrever uma letra sobre envelhecer.”

Rush, Kiss e “Goin’ Blind”

Como dito acima, “Goin’ Blind” não era executada nos shows durante aquele período. Na verdade, ela foi tocada apenas 87 vezes em shows – pouco, se considerarmos uma história de 50 anos. A primeira foi em 1993, durante apresentação especial no Foundations Forum. A mais famosa ocorreu na gravação do “MTV Unplugged” do grupo, dois anos depois.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
16
Share