Jeff Scott Soto comenta por que o filme “Rock Star” não fez sucesso

Longa ganhou status de “cult” entre os fãs de rock e metal, mas acabou prejudicado por uma série de circunstâncias

Lançado em 2001, o filme “Rock Star” se propunha a contar de forma “hollywoodiana” a história de um fã de uma banda de heavy metal que se torna vocalista dela após ser descoberto cantando em um grupo cover. A história é baseada (com muitas liberdades de roteiro) na de Tim “Ripper” Owens, cantor que substituiu Rob Halford no Judas Priest entre o fim do século passado e início do atual.

Apesar de uma série de atrativos, incluindo participações de músicos consagrados e uma trilha sonora de alto nível, o filme não decolou. Em entrevista ao site IgorMiranda.com.br (disponível também em vídeo), o vocalista Jeff Scott Soto – que participou das gravações fazendo a voz de Bobby Beers, frontman original da banda fictícia Steel Dragon – especulou sobre o que levou a película a não ter alcançado o êxito imaginado.

“Foi um filme que senti que seria um pouco mais bem-sucedido do que acabou sendo. Pensei que se tornaria um sucesso de bilheteria. Ao invés disso, se tornou mais um clássico cult. Pessoas em todo o mundo conhecem as músicas graças ao filme, mas muitas outras sequer sabem da existência dele porque sua estreia foi no fim de semana anterior aos ataques de 11 de setembro. Os cinemas fecharam as portas e ninguém estava a fim de festejar e cantar.”

- Advertisement -

Mesmo assim, músicas como “We All Die Young” (Steelheart), “Livin’ the Life” e “Stand Up” – essa última escrita por Sammy Hagar e rearranjada para o Steel Dragon – tiveram boa repercussão entre os fãs de rock pesado. Especialmente a última, presença garantida nos shows do cantor.

“Infelizmente, tanto o filme quanto a trilha sonora meio que foram vítimas das circunstâncias, mas até hoje há eventos esportivos — jogos da NBA, da NFL ou da NHL — que tocam ‘Stand Up’. Sempre fico animado quando ouço. Sempre quis ter minha voz num hino do rock como esse, que põe estádios inteiros para cantar junto.”

Sobre o filme “Rock Star”

“Rock Star” foi lançado no dia 7 de setembro de 2001. Contudo, o investimento de US$ 57 milhões teve apenas US$ 19,3 milhões (em âmbito mundial) de retorno. Apenas US$ 2,3 milhões desse número veio de renda internacional, sendo que o filme saiu em todo o mundo.

Leia também:  O cover de Queen que deixou Brian May triste e horrorizado

Hoje o filme aparece de vez em quando em algum canal de filmes de televisão por assinatura – por muito tempo passou na TV aberta nacional, mais especificamente no SBT. Também está disponível em streaming na AppleTV.

Veja também:

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesJeff Scott Soto comenta por que o filme “Rock Star” não fez...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades