Foto: reprodução / YouTube

A caótica trilogia de clipes do Guns N’ Roses, explicada pelo diretor

O Guns N’ Roses estava no topo do mundo em 1991. Lançaram dois álbuns de uma vez só, ‘Use Your Illusion I’ e ‘Use Your Illusion II’, que chegaram ao topo das paradas de vários países e venderam milhões de cópias. A sonoridade, mais sofisticada, indicava que os caras queriam ir além. E essa ideia foi transferida para os clipes, que ficaram mais complexos – três deles, inclusive, compuseram uma trilogia que, na prática, não funcionou tanto.

Os vídeos em questão foram produzidos para as músicas ‘Don’t Cry’, ‘November Rain’ e ‘Estranged’. Os três vídeos, somados, tiveram um investimento de US$ 7 milhões, algo inimaginável para uma banda e para esse formato.

Para efeito de comparação, o filme que venceu o Oscar em 1993, ‘Unforgiven‘ (‘Os Imperdoáveis’, no título brasileiro), teve orçamento de US$ 14 milhões. Apenas o dobro, mas para produzir 131 minutos de longa-metragem, com um elenco bem mais capacitado e outros custos que videoclipes não têm.

Entendendo a trilogia

A trilogia de clipes se inicia com ‘Don’t Cry’, que mostra os integrantes do Guns N’ Roses tendo problemas com suas namoradas, com destaque aos personagens de Axl Rose e Stephanie Seymour, namorada dele na época. O cantor chega a tentar suicídio, mas é impedido pela parceira – algo que ele diz ter acontecido na vida real, só que quando ele ainda estava com Erin Everly, filha do músico Don Everly (The Everly Brothers).

Em seguida, há o clipe de ‘November Rain’, cuja história éinspirada no conto ‘Without You’, do livro ‘The Language of Fear’, escrito por Del James, amigo de Axl Rose e antigo road manager do Guns N’ Roses.

A história ‘Without You’ narra a trajetória de um cantor chamado Mayne, da banda Suicide Shift. O artista está rico e famoso, mas com vários problemas relacionados ao vício. Ele ama a namorada, Elizabeth, mas traiu a parceira.

Em dado momento, Mayne lança uma música chamada ‘Without You’, que é dedicada a Elizabeth. Os dois rompem o namoro algum tempo depois. Quando o cantor vai à casa da mulher para tentar uma reconciliação, ouve o barulho de um tiro e descobre que ela cometeu suicídio.

Já no clipe de ‘November Rain’, os personagens de Axl Rose e Stephanie Seymour se casam, mas ela morre de forma misteriosa em meio à festa que oficializou a união. A principal teoria é que ela teria cometido suicídio com arma de fogo, já que um espelho facial cobre parte de seu rosto.

A história do clipe de ‘November Rain’ é melhor explicada neste artigo (clique aqui).

‘Estranged’, o mais confuso dos três, não amarra as pontas soltas dos outros clipes e ainda introduz mais questionamentos. Axl Rose se esconde da polícia, que o procura por, supostamente, ter cometido um crime. Há quem diga que esse delito seria o assassinato da personagem de Stephanie Seymour, mas também não há evidências disso mostradas no vídeo.

Mais adiante no enredo, o personagem de Axl aparece em um navio e tenta se matar pulando no oceano. Entretanto, golfinhos aparecem para salvá-lo – o que indicaria uma espécie de “anjos da guarda”.

Os clipes fizeram muito sucesso e elevaram o nome do Guns N’ Roses em tempos de MTV. Porém, como já destacado, não deu certo como o esperado.

A trilogia sob a ótica do diretor

E qual foi a razão para a trilogia não ter funcionado? Finalmente, em entrevista à revista ‘Kerrang!‘, o diretor Andy Morahan, que conduziu as gravações dos três vídeos, explicou o motivo – ainda que de forma ligeiramente evasiva e não muito aprofundada. Havia tantos problemas internos no Guns N’ Roses que toda a produção da trilogia ficou um tanto disfuncional.

De início, o cineasta revelou que a proposta inicial da trilogia “tinha a ver com Axl se apaixonando por uma mulher, interpretada por Stephanie Seymour em ‘Don’t Cry’ e ‘November Rain’ – embora eu acredite que a proposta original não era tê-la nesse papel”.

De acordo com Morahan, o Guns N’ Roses estava em um “estado de mudança” naquele período. Apesar dos álbuns ‘Use Your Illusion’ terem feito bastante sucesso, a saída do guitarrista Izzy Stradlin em meio à turnê deixou Axl Rose triste e, de certa forma, perdido – afinal de contas, Stradlin era seu amigo de infância e principal parceiro de composição.

“Izzy Stradlin saiu e Axl ficou muito chateado. Sem Izzy, Axl se irritou com a dinâmica da banda e tentava manter tudo funcionando. Havia alguns problemas pessoais. Tudo estava meio quebrado. Os clipes, se é que refletem algo, mostram a natureza quebrada da banda na época. Estava tudo desmoronando. Nesse sentido, os clipes são menos ‘história coerente’ e mais um retrato da banda”, afirmou.

Como exemplo, Morahan mencionou que o conceito do clipe de ‘Estranged’ mudou apenas porque Axl Rose havia terminado seu namoro com Stephanie Seymour na época. Por isso, não há garotas no vídeo – só golfinhos.

“Axl terminou com Stephanie Seymour e disse: ‘não quero belas mulheres nos meu clipes, prefiro ter golfinhos’. Sabíamos que estávamos fazendo algo deliberado, então, as pessoas iriam perguntar o que aquilo significava. Havia uma sensação de que estávamos apresentando mais perguntas do que respostas, e isso agradava a todos – criou um mito e deixou todo mundo intrigado sobre a trilogia”, disse.

Horários e egos do Guns N’ Roses

Também era complicado fazer os músicos do Guns N’ Roses participarem das filmagens. Com horários bizarros, trocando o dia pela noite, os integrantes da banda geralmente não podiam gravar pela manhã ou mesmo à tarde.

“Eles eram como vampiros. Era muito difícil fazê-los algo durante o dia. A agenda ia do anoitecer até o Sol nascer. Literalmente, coisas como a cena final de ‘November Rain’… estávamos filmando a noite toda e tivemos que mantê-los acordados só para conseguir uma cena à luz do dia na manhã seguinte”, afirmou o cineasta.

Até mesmo o ego dos músicos era um problema. “A dinâmica era complicada. Eu lutava não só com as forças criativas – Axl e Slash na época – como, também, tinha encontros com os outros membros da banda para contar o que estava acontecendo. Duff vinha perguntar: ‘Axl tem sua grande parte, Slash também, onde está a minha?’. Era um estado constante de fazer malabarismo com tudo”, revelou.

Em meio a tudo isso, o orçamento só aumentava. E não era o plano inicial. “Os clipes têm a reputação de serem os mais caros da época, o que faz sentido. Mas não era planejado para ser assim. Apenas evoluiu para isso”, completou.

Sem arrependimentos

Apesar de tudo isso, Andy Morahan não se arrepende de ter feito os clipes de ‘Don’t Cry’, ‘November Rain’ e ‘Estranged’. Além da grana que embolsou, o cineasta realmente acredita que dá para tirar conclusões em torno dos vídeos. Depende da imaginação de cada um.

“Se eu passar por todas as cenas, poderei justificar tudo nelas, mas apenas deixo para lá. Foi um incrível turbilhão estar naquilo. Quanto menos eu falar, melhor. As pessoas decidem o significado por elas mesmas. Vi pessoas falando que enxergam o simbolismo nos clipes e eu nem falei nada! Você pode estar certo ou não. Os melhores clipes tendem a ser surreais. Estávamos reinventando a roda, era bom ser tão grandioso assim”, disse.

E qual o principal legado da malfadada trilogia de clipes? “Sempre digo que você pode ter uma grande banda, um grande clipe ou uma grande música, mas precisa dos três para fazer algo duradouro e icônico. Essas músicas nem são as minhas favoritas do Guns N’ Roses, mas enquanto combinação de música, vídeo e época, foram muito comoventes ao mostrar a banda naquele momento e ajudar a construir a cultura histórica dos videoclipes. O Nirvana chegou logo depois e acabou com tudo isso”, afirmou.

4 comentários
  1. Há uma informação incorreta na matéria. No conto Without You, não é Elizabeth que trai Mayne e sim Mayne que a trai, inclusive é pego em um desses momentos por ela.

    1. Antonio, o “Unforgiven” que citei na matéria é um filme. De fato, um longa-metragem, de 131 minutos, que custou US$ 14 milhões em toda a sua produção e divulgação. Tem direção de Clint Eastwood e traz Gene Hackman, Morgan Freeman e Richard Harris no elenco. No Brasil, foi lançado com o título “Os Imperdoáveis”. https://pt.wikipedia.org/wiki/Unforgiven

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share