Curiosidades Destaque

Por que a noiva morre no clipe de November Rain, do Guns N’ Roses



O videoclipe de ‘November Rain’ é um dos mais famosos não só do Guns N’ Roses, mas de todo o rock. Dirigido por Andy Morahan e protagonizado pelo vocalista e sua então namorada, Stephanie Seymour, o clipe é um dos mais caros da história, com seu orçamento de US$ 1 milhão e história que acompanha praticamente toda a canção, com seus imponentes 9 minutos de duração.

O enredo traz o personagem de Axl Rose se casando com seu interesse afetivo, interpretado por Stephanie Seymour, que, aparentemente, não estava muito feliz com o matrimônio. Uma chuva interrompe a festa após a união entre os dois e a personagem de Stephanie morre de forma enigmática.

Até hoje, muitos fãs se perguntam por que a personagem morreu, já que a causa não fica evidente no clipe. A sequência de fatos chega a ser um pouco tosca, com direito a um convidado derrubando o bolo de forma desnecessária e uma rápida transição que não explica o motivo.

Existem diversas teorias sobre o que teria causado a morte da personagem de Stephanie Seymour, contudo, a mais aceita é que ela teria cometido suicídio por tiro de arma de fogo. As evidências estão presentes não apenas no clipe em si, como, também, na história que o inspirou.

– Leia também: O raro show acústico do Guns N’ Roses no CBGB, antes da fama

Inspiração em livro

Pouco se sabe a respeito do clipe de ‘November Rain’, mas uma mensagem final reforça que a história é inspirada no conto ‘Without You’, do livro ‘The Language of Fear’, escrito por Del James, amigo de Axl Rose e antigo road manager do Guns N’ Roses. Além disso, tudo indica que esse vídeo integra uma trilogia completa pelos clipes de ‘Don’t Cry’ e ‘Estranged’. As três faixas estão presentes nos álbuns ‘Use Your Illusion’, de 1991.

– Leia também: Por que o Guns N’ Roses não colocou November Rain em Appetite for Destruction?

A história ‘Without You’ narra a trajetória de um cantor chamado Mayne, da banda Suicide Shift. O artista está rico e famoso, mas com vários problemas relacionados ao vício. Ele ama a namorada, Elizabeth, mas trai a parceira.

Em dado momento, Mayne lança uma música chamada ‘Without You’, que é dedicada a Elizabeth. Os dois rompem o namoro algum tempo depois. Quando o cantor vai à casa da mulher para tentar uma reconciliação, ouve o barulho de um tiro e descobre que ela cometeu suicídio.

“Quando ele chegou, de elevador, ao andar dela, ouviu uma música familiar. Quanto mais ele chegava à porta dela, mais alto o volume. O mundo dele começou a girar incontrolavelmente quando um tiro alto ecoou pelo corredor. Ele correu em direção ao apartamento dela, abaixou o ombro e, de forma imprudente, arrombou a porta de madeira. Ele encontrou Elizabeth no sofá, sangrando profusamente, com os miolos espalhados na parede atrás dela”, diz o trecho que narra sobre a morte de Elizabeth.

Evidências

Voltando ao clipe de ‘November Rain’, a maior evidência de que a personagem de Stephanie Seymour teria cometido suicídio com arma de fogo está na cena de seu velório. O caixão ficou aberto durante a cerimônia fúnebre, mas há um espelho semifacial colocado ali.

O objeto é usado em uma espécie de técnica funerária, onde familiares pedem pelo caixão aberto no velório, mas parte do rosto do falecido está desfigurado. Dessa forma, coloca-se o espelho no meio do caixão, refletindo o lado sem ferimentos e escondendo a outra parte. É comum que esse recurso seja utilizado em situações onde a pessoa veio a óbito devido a tiro na cabeça.

– Leia também: Matt Sorum relembra exaustão e pianos no Guns N’ Roses dos anos 90

Outra passagem do videoclipe que chama atenção é quando o personagem de Axl Rose sai de uma loja de armas cujo letreiro diz apenas “Guns” (“armas”, em inglês). Pode ser apenas um trocadilho com o nome da banda. Também pode indicar que o homem interpretado pelo vocalista seria o responsável pela morte – hipótese quase que descartada, já que ele parece sofrer muito com o ocorrido. Ou pode ser que ela tenha usado uma arma adquirida naquele estabelecimento para tirar a própria vida.

O que torna a hipótese de suicídio mais concreta no videoclipe é a conexão clara com a história de Del James. O conto traz bem mais detalhes, porém, trata-se do mesmo enredo representado não só neste clipe, como nos outros dois mencionados.

A trilogia

Nunca houve confirmação oficial, mas tudo indica que os clipes de ‘Don’t Cry’, ‘November Rain’ e ‘Estranged’ compõem uma trilogia conceitual. A linha do tempo mais aceita traz ‘Don’t Cry’ em primeiro, ‘November Rain’ em seguida e ‘Estranged’ na conclusão. Foi nessa sequência, inclusive, que os vídeos foram divulgados na época.

Há, todavia, quem conteste a ordem. Para alguns, ‘November Rain’ seria o primeiro, ‘Estranged’ estaria no meio e ‘Don’t Cry’ seria o último, pois indicaria o renascimento do protagonista.

– Leia também: Alice Cooper conta como foi a gravação de The Garden com o Guns N’ Roses

De qualquer forma, o clipe de ‘Don’t Cry’ mostra os integrantes do Guns N’ Roses tendo problemas com suas namoradas, com destaque aos personagens de Axl Rose e Stephanie Seymour. O cantor chega a tentar suicídio, mas é impedido pela parceira – algo que ele diz ter acontecido na vida real, só que quando ele ainda estava com Erin Everly, filha do músico Don Everly (The Everly Brothers).

As cenas de um bebê no início e ao fim do videoclipe indicariam as várias reencarnações do personagem de Axl Rose. Esse ponto chama atenção, mas não parece fazer muito sentido na história como um todo.

Em seguida, há o clipe de ‘November Rain’, cuja história já foi explicada. Com a chegada do vídeo de ‘Estranged’, as teorias a respeito do clipe anterior ficam ainda mais intensas.

É reforçada, por exemplo, a hipótese de que o personagem de Axl Rose teria assassinado a mulher interpretada por Stephanie Seymour. O motivo é que ele começa o vídeo se escondendo da polícia, que o procura por, supostamente, ter cometido um crime. Porém, ele pode estar apenas sendo investigado por um crime que não cometeu.

– Leia também: Músicas usadas no Slash’s Snakepit foram mesmo rejeitadas pelo Guns N’ Roses?

Mais adiante no enredo, o personagem de Axl aparece em um navio e tenta se matar pulando no oceano. Entretanto, golfinhos aparecem para salvá-lo – o que indicaria uma espécie de “anjos da guarda”.

Teorias e ligações (ou falta de ligações)

Apesar das referências que conectam os três clipes, a história não está tão bem amarrada assim. Até por esse motivo, os vídeos “funcionam” separadamente, embora não tenham tanto sentido quando analisados de forma isolada.

É interessante observar, ainda, que um elo entre os três clipes seria Erin Everly, com quem Axl se relacionou entre 1986 e 1990 – os dois se casaram em 28 de abril de 1990, mas se divorciaram menos de um mês depois. Além da inspiração em ‘Without You’, o vocalista estaria buscando retratar, nas cenas dos vídeos, os problemas em seu relacionamento com a filha de Don Everly.

Um aspecto mais técnico que liga os vídeos de ‘Don’t Cry’, ‘November Rain’ e ‘Estranged’ está no estilo de produção. A fotografia e o ritmo das cenas são bem semelhantes nos três clipes, além de trazerem o mesmo diretor: o já mencionado Andy Morahan, que também conduziu as gravações de ‘Yesterdays’ e ‘Garden of Eden’.

– Leia também: Um perfil de Axl Rose, o polêmico vocalista do Guns N’ Roses

As teorias sobre os três clipes também conectam as músicas. ‘Don’t Cry’ e ‘November Rain’ foram compostas na mesma época, antes mesmo da gravação do álbum ‘Appetite for Destruction’ (1987), mas ‘Estranged’ foi produzida algum tempo depois.

Há quem diga, inclusive, que ‘This I Love’, composta em 1992 e lançada em ‘Chinese Democracy‘ (2008), estaria ligada a essas três canções. Trata-se de mais uma especulação, sem qualquer comprovação.

– Leia também: O surto de Axl Rose após declaração à ex durante gravação de This I Love

Como quase nada disso foi oficializado, há mais o que teorizar do que a confirmar sobre a suposta trilogia de clipes. Fato é que o Guns N’ Roses perdeu uma grande oportunidade de marketing com esses clipes – o que só mostra a ruína na qual a banda se encontrava naqueles tempos.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *