Curiosidades

O raro show acústico do Guns N’ Roses no CBGB, antes da fama



Em outubro de 1987, o Guns N’ Roses passava longe de ser a grande potência de popularidade que se tornaria pouco tempo depois. A banda já havia lançado seu álbum de estreia, ‘Appetite for Destruction‘, em julho de 1987. Porém, demorou um pouco até que as coisas decolassem para o quinteto americano.

Naquele mês de outubro, o Guns N’ Roses lançou a música ‘Welcome to the Jungle’ como o segundo single de ‘Appetite for Destruction’. O primeiro, ‘It’s So Easy’, saiu apenas no Reino Unido e teve até uma boa performance por lá, chegando ao 8° lugar das paradas, mas a nova canção de trabalho demorou para engrenar.

A primeira etapa da turnê de divulgação do ‘Appetite for Destruction’ mostrava o tamanho do Guns N’ Roses naquele período: muitos shows, mas todos em casas de shows menores e convencionais. As apresentações abrindo para o Mötley Crüe, em locais maiores, só começaram a rolar em novembro.

– Leia também: Como ‘Appetite For Destruction’, do Guns N’ Roses, quase se tornou um fiasco

Em meio a tudo isso, restou ao Guns N’ Roses apostar em algumas estratégias diferentes de divulgação. Em uma delas, a banda fez um show acústico na lendária casa de shows CBGB, em Nova York, no dia 30 de outubro de 1987.

Foto: Mark Weiss / Facebook CBGB

O Guns já estava na cidade porque se apresentou, um dia antes, na casa de shows L’Amour. Bastou seguir do Brooklyn para Manhattan, em um caminho de aproximadamente 10 quilômetros, para tocar no lar do punk rock americano, que tinha capacidade para 350 pessoas, mas só recebeu 100 fãs para conferir aquela performance.

Apesar dos problemas técnicos no início do show – especialmente com o violão de Slash -, que deixaram o vocalista Axl Rose irritado, o chamado “pocket show” rolou normalmente e presenteou os fãs com três músicas inéditas até então: ‘Used to Love Her’, ‘Patience’ e a polêmica ‘One in a Million’, conhecida por ter alguns versos racistas e homofóbicos e renegada pela banda nos dias de hoje.

– Leia também: Slash admite que letras do Guns N’ Roses são ‘meio sexistas’

As três faixas fizeram parte do álbum ‘GN’R Lies’ (1988), que contava com quatro músicas em formato acústico e outras quatro extraídas do EP ‘Live ?!*@ Like a Suicide’. A performance delas ainda é relativamente visceral, sem solos ou arranjos bem definidos, e dá para perceber que Axl Rose nem decorou a letra de ‘Patience’, pois está lendo as estrofes enquanto canta.

As outras canções tocadas integraram lançamentos anteriores. De ‘Appetite for Destruction’, eles tocaram ‘You’re Crazy’ (que, em formato acústico, também entrou em ‘GN’R Lies’) e ‘Mr. Brownstone’. De ‘Live ?!*@ Like a Suicide’, teve espaço para ‘Move to the City’.

– Leia também: Axl Rose não entende por que era odiado por bandas dos anos 90

Assista ao show completo no vídeo a seguir:

Guns N’ Roses acústico no CBGB

Depois das seis músicas tocadas, os membros do Guns N’ Roses se juntaram ao público para uma sessão de autógrafos. Nas filmagens, feitas pela MTV, dá para notar que o guitarrista Slash não só está munido de um bom uísque Jack Daniels, como, também, bebe o líquido diretamente da garrafa.

Dias depois daquele show, o Guns N’ Roses embarcou na turnê do Mötley Crüe como atração de abertura. ‘Appetite for Destruction’ começou a ter melhor repercussão. A banda entrou no ano de 1988 com novo gás e conquistou o mundo com o terceiro single do disco, ‘Sweet Child O’Mine’. O resto é história.

– Leia também: O surto de Axl Rose após declaração à ex durante gravação de ‘This I Love’

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *